sicnot

Perfil

Economia

Portugal colocou 995 M€ a 10 anos a uma taxa de juro superior

Portugal colocou hoje 995 milhões de euros em Obrigações de Tesouro (OT) a dez anos, abaixo do máximo oferecido, a uma taxa de juro de 2,4294%, superior à do anterior leilão comparável de 14 de outubro (2,3975%), foi anunciado.

(Arquivo Reuters)

(Arquivo Reuters)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

Segundo dados da Agência de Gestão do Crédito e da Dívida Pública (IGCP), publicados na página da entidade na agência Bloomberg, a procura de OT a dez anos atingiu 1.896 milhões de euros, 1,91 vezes superior ao montante colocado.

No anterior leilão de OT a dez anos, a 14 de outubro, foram colocados 950 milhões de euros à taxa de juro de 2,3975%, superior à verificada a 25 de fevereiro, quando foram colocados 1.499 milhões de euros em OT a dez anos à taxa de juro de 2,0411%, a mais baixa de sempre.

A 14 de outubro a procura atingiu 1.536 milhões de euros, 1,62 vezes superior ao montante colocado.

A Agência de Gestão do Crédito e da Dívida Pública anunciou na semana passada que iria realizar hoje um leilão de OT com maturidade em outubro de 2025, com um montante indicativo global entre 750 milhões de euros e 1.000 milhões de euros.

O leilão de hoje foi o primeiro de longo prazo realizado depois de a Assembleia da República ter chumbado o Programa de Governo do executivo liderado por Pedro Passos Coelho e também o primeiro já depois da indigitação de António Costa para primeiro-ministro.

Portugal espera arrecadar até 2.000 milhões de euros em OT e até 3.750 milhões de euros em Bilhetes do Tesouro (BT) até ao final do ano, totalizando 5.750 milhões de euros, segundo o programa de financiamento do último trimestre de 2015 divulgado pelo IGCP no início de outubro.

  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Com a multiplicação de bons indicadores económicos e financeiros do país, multiplicam-se os elogios ao Governo e declaram-se mortas e enterradas as políticas do passado recente, nomeadamente a da austeridade. Nada mais errado. O que os bons resultados agora alcançados provam definitivamente é que a austeridade resolveu de facto os problemas das contas públicas e, mais do que isso, contribuiu para o crescimento económico que foi garantido por reformas estruturais e pela reorientação do modelo económico.

    José Gomes Ferreira

  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14
  • Portugal pode ser atingido por longos períodos de seca

    País

    Portugal e Espanha podem ser atingidos até 2100 por 'megasecas', períodos de seca de dez ou mais anos, segundo os piores cenários traçados num estudo da universidade britânica Newcastle, que tem a participação de uma investigadora portuguesa.

  • G7 reforça compromisso na luta contra o terrorismo
    2:11