sicnot

Perfil

Economia

Standard and Poor's defende que recuperação da zona euro continua a consolidar-se

A agência de "rating" Standard and Poor's (S&P) afirmou hoje que a recuperação da economia da zona euro continua a consolidar-se graças à procura interna e apesar da debilidade das exportações e do investimento.

© Brendan McDermid / Reuters

"Os últimos indicadores sobre a zona euro mostram que uma procura interna mais forte está a superar exportações suaves, o que sugere que a recuperação continua" a consolidar-se, refere a S&P num relatório.

Contudo, os analistas da S&P advertem que se mantém a "incerteza" face a uma forte melhoria do investimento antes do final deste ano, que poderia fortalecer a recuperação e reduzir o desemprego, segundo Jean-Michel Six, economista chefe da agência para a Europa, Médio Oriente e África.

Enquanto a procura externa trava o crescimento económico, o consumo interno está a dar um "impulso positivo" na economia, apoiado na baixa inflação, no crescimento do emprego e nos cortes de impostos nalguns países.

Por outro lado, a S&P recorda que o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mario Draghi, e os membros do Conselho de Governadores da entidade mostraram-se preocupados com a baixa taxa de inflação e com os riscos desta situação para o crescimento da economia da zona euro.

No entanto, a S&P considera que o BCE "se está a preocupar antes do tempo, dado que os programas de flexibilização quantitativa costumam precisar de tempo para gerar alguns resultados", referiu Six.

Six indicou que, para conseguir um maior aumento nos países do euro sem pôr em perigo a produtividade, a zona euro precisa de um crescimento económico maior, "um resultado que a política monetária por si só não consegue alcançar".

Lusa

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.

  • Escola de Vagos castiga alunos por protesto contra a homofobia e preconceito

    País

    Os alunos da Escola Secundária de Vagos, no distrito de Aveiro, organizaram um protesto contra o que consideram homofobia e preconceito. Segunda-feira, depois de duas alunas se terem beijado foram chamadas à direção da escola, que as terá informado que não podiam beijar-se em público. O protesto foi gravado e partilhado nas redes sociais. Em declarações à SIC Notícias, um dos alunos disse que todos os envolvidos no protesto vão ser alvos de um processo disciplinar. O Bloco de Esquerda já pediu esclarecimentos ao Ministério da Educação.

    EXCLUSIVO

    Rita Pedras