sicnot

Perfil

Economia

Portugal é 17 estrelas Michelin

Portugal é 17 estrelas Michelin

Portugal conquistou uma nova estrela Michelin, mas perdeu outra. A grande novidade é o restaurante Bon Bon no Carvoeiro, Algarve. O Guia Michelin Espanha e Portugal 2016 foi apresentado ontem à noite em Santiago de Compostela. Continuam assim a ser 14 os restaurantes portugueses distinguidos.

Portugal conquistou uma nova estrela Michelin, atribuída ao restaurante Bon Bon (Carvoeiro), e perdeu uma outra estrela, no Alentejo, mantendo três estabelecimentos com duas estrelas, foi hoje anunciado em Santiago de Compostela.

O Guia Michelin Espanha e Portugal 2016, que foi apresentado hoje à noite em Santiago de Compostela, distingue 14 restaurantes portugueses, tantos quantos na edição passada.

O restaurante Bon Bon (Carvoeiro), cuja cozinha é chefiada por Rui Silvestre, é a novidade, em Portugal, ao conquistar a sua primeira estrela Michelin ('muito bom na sua categoria').

"A interessante cozinha do restaurante Bon Bon surpreende pelo seu nível técnico. Baseada numa matéria-prima seleta, propõe pratos de corte atual, com sabores definidos e apresentações cuidadas", afirma a Michelin.

Este restaurante junta-se a outros 10 estabelecimentos que traziam uma estrela da edição passada: Pedro Lemos (Porto), São Gabriel (Almancil), Willie's (Vilamoura), Henrique Leis (Almancil), Il Gallo d'Oro (Funchal), Casa da Calçada (Amarante), Fortaleza do Guincho (Cascais), The Yeatman (Vila Nova de Gaia), Feitoria (Lisboa) e Eleven (Lisboa).

Perde a estrela que conquistara na edição de 2014 o L'And Vineyards (Montemor-o-Novo).

O "guia vermelho" - considerado uma referência mundial na classificação de restaurantes - manteve duas estrelas a três restaurantes portugueses: Belcanto (Lisboa), Vila Joya (Albufeira) e Ocean (Porches).

Na Península Ibérica, são distinguidos um total de 188 restaurantes, dos quais 23 com duas estrelas (duas novidades nesta categoria, ambas em Espanha) e oito com três estrelas ('cozinha de nível excecional, que justifica a viagem', todos em Espanha).

Os estabelecimentos que recebem a pontuação máxima são os mesmos que na edição deste ano: Akelare, Arzak, Azurmendi, El Celler de Can Roca, DiverXO, Martín Berasategui, Quique Dacosta e Sant Pau.

Os resultados são, para a Michelin, reflexo do "crescente interesse" pela cozinha que se vive na Península Ibérica, que tem motivado "o aumento contínuo do turismo gastronómico".

"Os nossos inspetores constataram, novamente, que o saber fazer dos chefes surpreende, em qualquer canto, com propostas diversificadas, procurando na excelência dos produtos, nas técnicas apuradas e no cuidado nas apresentações as chaves das suas cozinhas", considera a empresa.

A gala de apresentação do guia de 2016 decorreu no Parador dos Reis Católicos, um antigo hospital de peregrinos em Santiago de Compostela datado do século XV, sendo considerado o hotel mais antigo do mundo.

Na cerimónia estiveram presentes perto de 400 pessoas, dos quais mais de cem são jornalistas, disse à Lusa fonte da organização.

Após o anúncio, oito restaurantes da Galiza, todos com uma estrela Michelin, apresentaram algumas propostas gastronómicas.

Lusa

  • O dia que roubou dezenas de vidas em Pedrógrão Grande
    3:47
  • "Reforma da Proteção Civil esgotou prazo de validade"
    2:34

    Tragédia em Pedrógão Grande

    António Costa reconheceu esta quinta-feira que a reforma da Proteção Civil que liderou em 2006 está esgotada, e não pode dar resultados sem uma reforma da floresta. Na mesma altura, o ministro da Agricultura admitiu que os problemas já estavam identificados há uma década, sem explicar por que razão não foram atacados pelo Governo socialista da altura.

  • "De um primeiro-ministro esperam-se respostas, não perguntas"
    0:35

    Tragédia em Pedrógão Grande

    Assunção Cristas acusa o ministro da Agricultura de ter deitado ao lixo a legislação do anterior Governo que poderia ser útil no combnate aos incêndios. O CDS exige uma responsabilização política pela tragédia de Pedrógão Grande, diz que há muito por esclarecer e por esse motivo entregou esta quinta-feira ao primeiro-ministro um conjunto de 25 perguntas.

  • "Estamos a ficar sem espaço. Está na hora de explorar outros sistemas solares"

    Mundo

    O físico e cientista britânico Stephen Hawking revelou alguns dos seus desejos para um novo plano de expansão espacial. Hawking está em Trondheim, na Noruega, para participar no Starmus Festival que promove a cultura científica. E foi lá que o físico admitiu que a população mundial está a ficar sem espaço na Terra e que "os únicos lugares disponíveis para irmos estão noutros planetas, noutros universos".

    SIC

  • Não posso usar calções... visto saias

    Mundo

    Perante a proibição de usar calções no emprego, um grupo de motoristas franceses adotou uma nova moda para combater o calor. Os trabalhadores decidiram trocar as calças por saias, visto que a peça de roupa é permitida no uniforme da empresa para a qual trabalham.

  • De refugiada a modelo: a história de Mari Malek

    Mundo

    Mari Malek chegou aos Estados Unidos da América quando era ainda uma criança. Chegada do Sudão do Sul, a menina era uma refugiada à procura de um futuro melhor, num país que não era o seu. Agora, anos depois, Mari Malek é modelo, DJ e atriz, e vive em Nova Iorque. Fundou uma organização sediada no país onde nasceu voltada para as crianças que passam por dificuldade, como também ela passou.