sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas conclui que apoios à Volkswagen Autoeuropa respeitam regras

A Comissão Europeia concluiu que os apoios públicos de 36 milhões de euros à fábrica da Volkswagen Autoeuropa respeitam as regras da União Europeia, segundo uma informação hoje divulgada.

A conclusão foi divulgada depois de uma "profunda investigação" após a notificação de Portugal, em junho de 2014, acerca dos planos de apoio à introdução de uma nova tecnologia de produção de viaturas na filial da Volkswagen localizada em Palmela, Setúbal.

O comunicado hoje divulgado especificou que a tecnologia se relaciona, em especial, com a montagem de peças de automóveis.

"O custo total do projeto é de 673 milhões de euros e a produção deverá iniciar-se, o mais brevemente possível, em 2016", lê-se no comunicado, o qual recordou que Palmela está localizada numa região desfavorecida, com Produto Interno Bruto (PIB) 'per capita' inferior à média nacional.

A região é, assim, elegível para beneficiar de apoios.

A avaliação da Comissão Europeia revelou o apoio financeiro é necessário para que o projeto avance em Palmela, havendo um "efeito limitado na competição porque o auxílio compensa meramente a empresa por despesas adicionais inerentes à realização do projeto em Palmela, em vez de outro local".

Em causa está a nova tecnologia de produção - Modularer Querbaukasten (MQB) - visa aumentar a flexibilidade da produção de modelos de automóveis de passageiros.

Em junho de 2014, Portugal argumentou que a região onde se situa a Autoeuropa tem um elevado desemprego e um baixo nível de Produto Interno Bruto (PIB) 'per capita', sendo elegível para auxílios com finalidade regional, de acordo com o mapa português deste tipo de auxílios aplicável para o período 2007--2014.

A investigação preliminar de Bruxelas revelou que a quota de mercado da Volkswagen é superior a 25%, circunstância que obriga a Comissão Europeia a aprofundar a análise.

Também o facto de a intensidade de auxílio -- ou seja, a proporção deste relativamente aos custos de investimento elegíveis - poder ser superior ao permitido pelas orientações preocupa a Comissão.

As Orientações da União Europeias relativas aos auxílios com finalidade regional para o período 2007-2013 autorizam os Estados-membros a apoiarem projetos de investimento em regiões desfavorecidas, caso sejam respeitados determinados critérios.

Quando os montantes de auxílio elevados beneficiam uma empresa detentora de uma quota de mercado superior a 25% ou dizem respeito a um investimento conducente a um substancial aumento de capacidade num mercado em declínio, a Comissão vê-se obrigada a proceder a uma verificação detalhada do referido auxílio.

O início de uma investigação formal permite que os terceiros interessados apresentem observações sobre a medida proposta, sem prejudicar o resultado da investigação.

Lusa

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.