sicnot

Perfil

Economia

BCE apela aos bancos para serem prudentes nas gratificações e distribuição de dividendos

A presidente do conselho de supervisão do Banco Central Europeu (BCE), Daniéle Nouy, apelou aos bancos da zona euro para serem "prudentes" na adoção das políticas de gratificações e de distribuição de dividendos.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

© Ralph Orlowski / Reuters

Numa carta dirigida à direção das entidades bancárias, publicada no 'site' do banco central, Nouy sublinha que "o BCE dá especial atenção às políticas de remuneração e de distribuição de dividendos das instituições financeiras sujeitas à sua supervisão e, em particular, à repercussão que as referidas políticas podem ter na manutenção de bases de capital sólidas".

"Como a política de distribuição de dividendos, a política de remuneração variável de uma entidade pode afetar notavelmente a sua base de capital", adianta Nouy na carta.

"O BCE sublinha a necessidade de se adotar uma perspetiva prudente e de futuro quando for decidida a política de remunerações de cada banco e insta os responsáveis das entidades a examinar devidamente a possível repercussão negativa da política de remunerações na manutenção de uma base de capital sólida", adianta.

Nouy sublinha a necessidade de ter em conta os requisitos transitórios da regulamentação e diretiva da União Europeia de 2013.

Por isso, "quando determinar a remuneração variável que deve ser atribuída conforme a política de remunerações da sua entidade, incluindo os mecanismos de ajustamento e reintegração de remunerações, o BCE recomenda-lhe aplicar medidas coerentes com uma trajetória conservadora - pelo menos linear - face à plena implementação dos seus requisitos de capital", refere Nouy na carta.

Mesmo assim, a presidente do conselho de supervisão do BCE pede aos responsáveis dos bancos para que a mantenham informada sobre qualquer decisão relativa à sua política de remunerações.

Lusa

  • Será que lavar em lavandarias self-service compensa?
    8:21
  • "Não se pode voltar atrás, o povo de Deus confirmou a necessidade deste Papa"
    3:15
  • Dois em cada três portugueses vivem vidas sedentárias

    País

    Com menos de hora e meia de exercício semanal, mais de dois terços dos portugueses vivem vidas sedentárias. E a maioria desvaloriza a importância da atividade física, segundo um inquérito divulgado esta quinta-feira pela Fundação Portuguesa de Cardiologia.

  • Depois de dar a volta (de bicicleta de Lisboa a Setúbal)

    País

    Missão cumprida. A SIC foi dar uma volta de bicicleta, acompanhando a primeira etapa de uma iniciativa que pretende impulsionar o uso dos velocípedes no país. Ao longo desta quarta-feira, publicámos vários vídeos em direto na página de Facebook da SIC Notícias, que aqui reunimos, em jeito de balanço.

    Ricardo Rosa

  • Primeira dama chinesa defende avanços na igualdade

    Mundo

    A primeira dama chinesa, Peng Liyuan, defendeu os avanços da China em matéria de igualdade dos géneros. Uma rara entrevista, difundida numa altura em que feministas chinesas asseguram serem controladas pela polícia face às suas campanhas.