sicnot

Perfil

Economia

BCE apela aos bancos para serem prudentes nas gratificações e distribuição de dividendos

A presidente do conselho de supervisão do Banco Central Europeu (BCE), Daniéle Nouy, apelou aos bancos da zona euro para serem "prudentes" na adoção das políticas de gratificações e de distribuição de dividendos.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

A sede do BCE, em Frankfurt, Alemanha.

© Ralph Orlowski / Reuters

Numa carta dirigida à direção das entidades bancárias, publicada no 'site' do banco central, Nouy sublinha que "o BCE dá especial atenção às políticas de remuneração e de distribuição de dividendos das instituições financeiras sujeitas à sua supervisão e, em particular, à repercussão que as referidas políticas podem ter na manutenção de bases de capital sólidas".

"Como a política de distribuição de dividendos, a política de remuneração variável de uma entidade pode afetar notavelmente a sua base de capital", adianta Nouy na carta.

"O BCE sublinha a necessidade de se adotar uma perspetiva prudente e de futuro quando for decidida a política de remunerações de cada banco e insta os responsáveis das entidades a examinar devidamente a possível repercussão negativa da política de remunerações na manutenção de uma base de capital sólida", adianta.

Nouy sublinha a necessidade de ter em conta os requisitos transitórios da regulamentação e diretiva da União Europeia de 2013.

Por isso, "quando determinar a remuneração variável que deve ser atribuída conforme a política de remunerações da sua entidade, incluindo os mecanismos de ajustamento e reintegração de remunerações, o BCE recomenda-lhe aplicar medidas coerentes com uma trajetória conservadora - pelo menos linear - face à plena implementação dos seus requisitos de capital", refere Nouy na carta.

Mesmo assim, a presidente do conselho de supervisão do BCE pede aos responsáveis dos bancos para que a mantenham informada sobre qualquer decisão relativa à sua política de remunerações.

Lusa

  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Vídeo amador mostra destruição na Síria
    1:04

    Mundo

    A guerra na Síria continua a fazer vítimas mortais. Um vídeo amador divulgado esta segunda-feira mostra o estado de uma localidade a este de Damasco, depois de um ataque aéreo no fim-de-semana. No ataque, 16 pessoas morreram e há várias dezenas de feridos.

  • Pescador resgatado de um lago gelado na Estónia
    1:08
  • Banco do Metro com pénis gera polémica no México

    Mundo

    Um banco em formato de homem com o pénis exposto, numa das carruagens de Metro da Cidade do México, está a gerar polémica. A iniciativa integra uma campanha contra o assédio sexual de que as mulheres são vítima no país.