sicnot

Perfil

Economia

"Isto não é estagnação em nenhuma parte do mundo, é crescimento moderado"

"Isto não é estagnação em nenhuma parte do mundo, é crescimento moderado"

O Instituto Nacional de Estatística (INE) confirmou uma taxa de variação nula do Produto Interno Bruto (PIB) no 3º trimestre face ao trimestre anterior e um aumento de 1,4% em termos homólogos. O antigo ministro da Economia recusa ver nos dados do INE a estagnação da economia. Pires de Lima vê antes um crescimento moderado no 3º trimestre e um crescimento nulo no trimestre anterior deste ano.

  • PCP acusa anterior Governo de embuste no discurso de retoma económica
    0:23

    Economia

    O Partido Comunista acusa a coligação PSD/CDS e ter propagado um embuste durante a campanha eleitoral ao garantir que o país estava a crescer. António Filipe diz que, neste momento, a economia caracteriza-se pela estagnação. Segundo o INE, o Produto Interno Bruto (PIB) apresentou uma variação nula no terceiro trimestre de 2015 face ao trimestre anterior e que cresceu 1,4% em relação ao mesmo trimestre de 2014. E, a taxa de desemprego manteve-se em 12,4 por cento em outubro, o mesmo valor registado em setembro.

  • O país "precisa das medidas do novo governo para atingir meta de crescimento" em 2015
    0:45

    Economia

    O PS defende que os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE) conhecidos hoje demonstram a necessidade de pôr em marcha as políticas do novo Executivo. Em declarações aos jornalistas, o deputado João Galamba acusa o anterior Governo de ter faltado à verdade quando falou de retoma. Segundo o INE, o Produto Interno Bruto (PIB) apresentou uma variação nula no terceiro trimestre de 2015 face ao trimestre anterior e que cresceu 1,4% em relação ao mesmo trimestre de 2014. E, a taxa de desemprego manteve-se em 12,4 por cento em outubro, o mesmo valor registado em setembro.

  • Dados do INE "contradizem narrativa de sucesso económico da coligação" PSD-CDS
    0:42

    Economia

    Para o Bloco de Esquerda (BE), os dados revelados hoje pelo Instituto Nacional de Estatística (INE) contradizem de forma clara a narrativa de sucesso económico que a coligação PSD-CDS usou durante a campanha eleitoral. Segundo o INE, a taxa de desemprego manteve-se em 12,4 por cento em outubro, o mesmo valor registado em setembro. E, o Produto Interno Bruto (PIB) apresentou uma variação nula no terceiro trimestre de 2015 face ao trimestre anterior e que cresceu 1,4% em relação ao mesmo trimestre de 2014.

  • Vem lá chuva

    País

    A chuva vai voltar a Portugal continental a partir de quarta-feira e pelo menos até domingo, enquanto as temperaturas mínimas deverão subir.

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Violação emitida em direto no Facebook

    Mundo

    Três homens foram detidos na Suécia, por suspeitas de violação de uma mulher, num apartamento a 70 quilómetros da capital. Os suspeitos filmaram o ato de violência e exibiram-no em direto no Facebook.

  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.