sicnot

Perfil

Economia

Eurogrupo prevê discutir projeto orçamental de Portugal a 11 de fevereiro

O Eurogrupo prevê avaliar o projeto orçamental português para 2016 na sua reunião de 11 de fevereiro, pois espera receber o documento no início de janeiro, mas depois terá ainda que aguardar pelo parecer da Comissão Europeia.

Presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem (Reuters)

Presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem (Reuters)

© Yves Herman / Reuters

O calendário indicativo para apreciação dos planos orçamentais do XXI Governo Constitucional foi hoje anunciado pelo presidente do Eurogrupo, Jeroen Dijsselbloem, e pelo comissário europeu dos Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, na conferência de imprensa no final de uma reunião do Eurogrupo, em Bruxelas, a primeira na qual participou o novo ministro das Finanças, Mário Centeno.

Moscovici revelou ainda, também em termos de calendário, que uma decisão sobre a eventual saída de Portugal do procedimento por défice excessivo só será tomada em maio de 2016.

Relativamente ao plano orçamental, Dijsselbloem apontou que Centeno assegurou ao Eurogrupo que trará o documento "assim que possível, provavelmente no início de janeiro", e acrescentou que a ideia é os ministros das Finanças da zona euro discutirem o projeto, já com o parecer da Comissão Europeia, na reunião de fevereiro (dia 11).

Também o comissário Moscovici disse que a Comissão está "desejosa" de receber o plano orçamental de Portugal - em falta desde 15 de outubro, a data limite estabelecida no quadro do semestre europeu de coordenação de políticas económicas - e sublinhou igualmente que deve ser "o mais cedo possível, em janeiro", para que o executivo comunitário possa preparar a sua opinião "tão rapidamente quanto possível", e submetê-la ao Eurogrupo de fevereiro.

"Foi esse o calendário que acordámos", apontou.

Tal significa que o Orçamento de Estado para 2016 não poderá ser aprovado na Assembleia da República antes de meados de fevereiro, já que, de acordo com as regras europeias, é necessário ter sido antes sujeito à avaliação de Bruxelas e dos outros Estados-membros da zona euro.

Moscovici disse ainda que "a Comissão saúda o compromisso do Governo de que Portugal, respeita os seus compromissos sob o Pacto de Estabilidade e Crescimento, sendo "a primeira prioridade", sublinhou, "garantir que Portugal consegue uma correção sustentável do seu défice excessivo".

"A Comissão avaliará se é possível fechar o procedimento por défice excessivo para Portugal em maio, uma vez que tenhamos dados validados do Eurostat (o gabinete oficial de estatísticas da UE) para 2015, e se as previsões económicas da primavera estimarem que o défice se manterá abaixo dos 3% em 2016 e 2017", disse.

À saída da sua primeira reunião do Eurogrupo, Centeno afirmara aos jornalistas portugueses que o Governo vai apresentar o plano orçamental para 2016 em Bruxelas no início de janeiro, e reafirmou que o executivo tudo fará para alcançar um défice abaixo dos 3% do PIB este ano, "uma meta muito importante para o país".

Lusa

  • Nomeados para os Óscares são anunciados hoje

    Óscares 2017

    As nomeações para a 89ª. edição dos Óscares, os prémios da Academia norte-americana de cinema, são conhecidos esta terça-feira e pela primeira vez o anúncio será feito apenas via Internet. Para ver também aqui em direto, na SIC Notícias, a partir das 13:00.

    Aqui às 13:00

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • "Todo o mundo no voo estava a orar em voz alta"
    4:00
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.

  • Governo avança com plano para a utilização da bicicleta

    País

    O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, anunciou esta seguda-feira em Caminha a elaboração, este ano, de um Plano Nacional para a Promoção da Bicicleta e Outros Modos de Transporte Suaves para estimular a utilização daquele meio de transporte.