sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores do Metro de Lisboa admitem cancelar greve

Os trabalhadores do Metro de Lisboa podem cancelar ainda hoje a greve marcada para os próximos dias. Os representantes dos sindicatos estiveram esta manhã reunidos com o secretário de Estado Adjunto e do Ambiente, José Mendes.

(Lusa/Arquivo)

(Lusa/Arquivo)

LUSA

À SIC garantem que esta primeira reunião com o novo governo foi "muito produtiva" e decorreu num ambiente "diferente".

O sindicato sublinha que a tutela se mostrou disponível para o diálogo e mostrou respeito pelos trabalhadores do Metro, algo que não sentiam há muito tempo por parte de um executivo.

Para as 15:00 está marcada uma reunião dos maquinistas do Metro de Lisboa.

Os sindicatos vão apresentar as conclusões do encontro e os trabalhadores devem então decidir se mantêm a greve ou se a cancelam.

A paralisação está marcada para os dias 9 a 14 deste mês.

  • Incêndio de Setúbal "quase dominado"
    4:04

    País

    O incêndio que deflagrou segunda-feira em Setúbal está "quase dominado", segundo informações da presidente da Câmara. Maria das Dores Meira diz que não há feridos a registar e que os habitantes já vão regressando a casa. Para ajudar no combate ao fogo foram enviados meios de Lisboa.

  • "Lancei um tema que os portugueses há muito queriam discutir"
    11:26
  • Danos Colaterais 
    18:55
    Reportagem Especial

    Reportagem Especial

    Jornal da Noite

    Nos últimos oito anos a banca perdeu 12 mil profissionais. A dimensão de despedimentos no setor é a segunda maior da economia portuguesa, só ultrapassada pela construção civil. A etapa mais complexa da história começou em 2008, com a nacionalização do BPN. Desde então, as saídas têm sido a regra. A reportagem especial desta terça-feira, "Danos Colaterais", dá voz aos despedidos da banca.