sicnot

Perfil

Economia

Levantadas proibições no mercado de capitais na Grécia

O Ministério das Finanças da Grécia anunciou hoje que levantou as limitações impostas em junho no mercado de ações, mas mantendo a proibição de venda a descoberto sobre as ações de seus principais bancos.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Yiannis Kourtoglou / Reuters

"As limitações de transações nos mercados de capitais gregos estão levantadas", refere decreto publicado no diário oficial grego na segunda-feira.

Durante a proibição, a bolsa de valores funcionou normalmente para os investidores estrangeiros, mas para os investidores nacionais não, que foram incapazes de financiar a compra de títulos ou tirar dinheiro de suas contas bancárias na Grécia.

Apesar desta decisão, o regulador do mercado de capitais grego esclareceu que mantinha até 21 de dezembro a restrição de venda a descoberto ('short selling') de ações dos cinco maiores bancos do país.

"A decisão foi tomada tendo em conta o facto de que o processo de recapitalização das instituições de crédito gregas está em andamento", disse o regulador.

A venda a descoberto ocorre quando os investidores vendem ações que não possuem, em antecipação de uma queda no seu preço, na esperança de fazer um lucro no processo, podendo alimentar a volatilidade do mercado.

Os controles de capitais foram impostas em junho quando os receios da Grécia ser expulsa da zona do euro causou uma corrida aos depósitos bancários.

Mais tarde, a Grécia acordou com mais um resgate de 86 mil milhões de euros com os credores internacionais e, no início de setembro, a proibição da venda a descoberto foi levantada para derivados de ações.

Sob o estímulo do Banco Central Europeu, os maiores bancos do país adotaram no início de novembro uma estratégia de entrada de capital fresco como forma de compensar a perda de depósitos e os empréstimos considerados como perdidos.

Dois desses bancos, o Eurobank e o Alpha Bank, conseguiu capitalizar-se com fundos privados, renunciando ao dinheiro do resgate por completo, enquanto o Piraeus Bank e Banco Nacional da Grécia precisam desse financiamento.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.