sicnot

Perfil

Economia

Crédito malparado das empresas e famílias volta a subir ligeiramente em outubro

O crédito malparado das famílias e das empresas subiu para 18.974 milhões de euros em outubro, depois de ter diminuído em setembro, representando quase 9,3% do total dos empréstimos concedidos, segundo divulgou hoje o Banco de Portugal (BdP).

(Reuters/ Arquivo)

De acordo com números divulgados hoje pelo banco central, no final de outubro o total de empréstimos concedidos pela banca às famílias e às empresas ascendia a 204.171 milhões de euros, dos quais 18.974 milhões de euros são considerados crédito de cobrança duvidosa, o equivalente a 9,29% do total dos empréstimos.

Isto significa que o crédito malparado das famílias e das empresas voltou a subir, depois de em setembro ter apresentado uma ligeira descida face à tendência que se verificava desde o início deste ano.

Em setembro, o crédito de cobrança duvidosa das famílias e das empresas desceu para 18.969 milhões de euros, representando 9,25% dos 205.425 milhões concedidos.

O aumento ligeiro deveu-se sobretudo à subida do crédito malparado nas empresas, que subiu de 13.611 milhões de euros em setembro para 13.635 milhões em outubro.

Em outubro, o crédito de cobrança duvidosa nas empresas passou a representar 16,36% do total de 83.314 milhões de euros em empréstimos concedidos, quando no mês anterior significava 16,25% dos 83.720 milhões de euros emprestados pela banca.

Considerando apenas os créditos atribuídos às famílias, dos 120.857 milhões de euros concedidos pela banca em outubro, 5.339 milhões de euros (4,41%) correspondem a crédito malparado.

Face ao mês anterior, o BdP registou em outubro uma ligeira diminuição do crédito de cobrança duvidosa nas famílias, uma vez que o montante total em setembro totalizava 5.358 milhões de euros, o que representava 4,42% do total concedido.

Dos empréstimos a particulares, 99.340 milhões de euros correspondiam a créditos à habitação, dos quais 2,58%, ou seja, 2.569 milhões eram de cobrança duvidosa, representando um aumento face a setembro. Nesse mês, os créditos malparados à habitação totalizavam 2.557 milhões de euros e 2,56% do total concedido pela banca a particulares.

O montante emprestado pela banca para consumo das famílias atingiu 11.929 milhões de euros no final de outubro, dos quais 10,57%, ou seja, 1.261 milhões de euros correspondiam a crédito malparado, o que revela uma ligeira diminuição face ao mês anterior. Em setembro, o malparado no crédito ao consumo representava 10,56% do total concedido, ou seja, 1.262 milhões de euros.

Lusa

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57
  • Jane Goodall iniciou palestra com sons semelhantes aos dos chimpanzés
    2:18

    País

    A investigadora Jane Goodall esteve esta quinta-feira em Lisboa para participar numa conferência da National Geographic. A primatóloga começou o seu discurso com sons semelhantes aos dos chimpanzés. Numa entrevista à SIC, Goodall falou sobre os chimpanzés e sobre o trabalho que continua a desenvolver em todo o mundo, em prol do ambiente, dos animais e das pessoas. 

  • NATO vai aumentar luta contra o terrorismo

    Mundo

    O secretário-geral da NATO, Jens Stoltenberg, disse que os aliados da NATO concordaram esta quinta-feira em aumentar a luta contra o terrorismo e em "investir mais e melhor" na Aliança.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.