sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a cair a dois, cinco e dez anos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair a dois, cinco e dez anos em relação a quinta-feira, alinhados com os da Grécia, Irlanda e Itália.

(Lusa/ Arquivo)

Cerca das 08:50 de hoje em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a cair para 2,408%, contra 2,447% na quinta-feira. Nos últimos seis meses, os juros a cinco subiram até ao máximo de 3,253% a 15 de junho e desceram até ao mínimo de 2,257% a 2 de dezembro.

O mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a cair, para 1,046%, contra 1,058% no fecho de quinta-feira, depois de terem atingido o mínimo de sempre de 0,749% a 10 de abril deste ano.

Os valores mínimo e máximo dos últimos seis meses dos juros a cinco anos foram de 0,918% a 2 de dezembro e de 1,905% a 16 de junho.

No mesmo sentido, no prazo de dois anos, os juros estavam a descer para 0,097%, contra 0,107% na quinta-feira.

Nos últimos seis meses, os valores mínimo e máximo dos juros a dois anos foram de -0,003% a 25 de junho e de 0,778% a 8 de julho.

Os juros de Espanha estavam a subir a dois anos e a cair a cinco e dez anos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 08:50:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

11/12....0,097.....1,046....2,408

10/12....0,107.....1,058....2,447

Grécia

11/12......8,343....n disp....8,406

10/12......8,344....n disp....8,444

Irlanda

11/12......-0,156....0,139.....1,073

10/12......-0,154....0,143.....1,081

Itália

11/12......0,050.....0,487....1,536

10/12......0,056.....0,492....1,548

Espanha

11/12......0,065......0,613....1,605

10/12......0,051......0,614....1,616

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

Lusa

  • "Putin é uma ameaça maior do que o Daesh"
    0:24

    Mundo

    O senador norte-americano John Mccain atacou Vladimir Putin dizendo que é uma ameaça maior do que o Daesh. O antigo candidato à Casa Branca acusa a Rússia de querer destruir a democracia ao tentar manipular o resultado das presidenciais dos Estados Unidos.

  • "Não podemos fazer de Lisboa uma cidade para turistas"
    2:44

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no Jornal da Noite da SIC, o mandato de Fernando Medina na Câmara de Lisboa. O comentador da SIC defendeu que o autarca tem "muitos problemas por resolver" e que a Câmara tem investido "mais na recuperação de zonas em que os lisboetas praticamente não conseguem ir". Sousa Tavares disse ainda que Lisboa não pode ser uma cidade para turistas.

    Miguel Sousa Tavares

  • "É muito importante ceder à tentação de se abolir a liberdade"
    1:06
  • Menos casos de sida em Portugal
    1:44