sicnot

Perfil

Economia

Vendas de carros na União Europeia crescem 13,7% em novembro

As vendas de automóveis na União Europeia aumentaram 13,7% em novembro e 8,7% no período entre janeiro e novembro, segundo dados da Associação Automóvel de Portugal (ACAP).

(Lusa/arquivo)

(Lusa/arquivo)

LUSA

Todos os principais mercados registaram aumentos durante o mês de novembro, destacando-se Espanha (25,4%), Itália (23,5%) e França (11,3%), onde se verificaram ganhos percentuais de dois dígitos, seguidos pela Alemanha (8,9%), que teve também melhor desempenho do que no mês homólogo do ano anterior.

Também o Reino Unido recuperou em novembro (3,8%), após ter apresentado uma evolução negativa em outubro.

Nos primeiros onze meses de 2015 foram vendidas 12.603.855 unidades, o que supera o volume registado em todo o ano de 2014.

"Apesar disso, este resultado só agora está a aproximar-se dos níveis atingidos em anos anteriores à crise", destaca a ACAP.

Lusa

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • Jovens impedidas de embarcar de leggings

    Mundo

    A moda das calças-elásticas-super-justas volta a fazer estragos. Desta vez nos EUA onde duas adolescentes foram impedidas de embarcar num voo da United Airlines devido à indumentária, que não cumpria com as regras dos tripulantes ou acompanhantes da companhia aérea norte-americana.

    Manuela Vicêncio

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41