sicnot

Perfil

Economia

Setor das pescas saúda limites de captura fixados em Bruxelas

Setor das pescas saúda limites de captura fixados em Bruxelas

Os representantes do sector da pesca estão satisfeitos com o acordo conseguido em Bruxelas. O presidente da Associação dos Armadores das Pescas Industriais considerou hoje que o acordo alcançado em Bruxelas sobre um aumento de 11,4% em 2016 das capturas em águas portuguesas "é uma vitória e uma janela de esperança".

  • Portugal obrigado a reduzir pesca de grande consumo
    1:51

    Economia

    Portugal vai ser obrigado a pescar menos peixes de grande consumo como o bacalhau, a pescada e o tamboril. Em compensação, pode pescar mais de outras espécies secundárias como o biqueirão e o lagostim. Estas quotas foram definidas esta madrugada, na reunião dos ministros das Pescas da União Europeia. A ministra Ana Paula Vitorino fala num bom resultado porque conseguiu evitar cortes mais drásticos e aumentar a quota total.

  • Quotas de pesca para biqueirão e verdinho aumentam
    3:28

    Economia

    Entre as espécies que Portugal poderá dedicar maior esforço de pesca estão o biqueirão e o verdinho, dois peixes praticamente desconhecidos da maioria dos consumidores. Foi preciso ir até ao Mercado de Olhão para os ver nas bancas e encontrar quem os conhecesse.

  • Quando se pode circular pela esquerda? A GNR explica (e fiscaliza)
    5:46

    Edição da Manhã

    A regra aplica-se a autoestradas e outras vias com esse perfil mas dentro das localidades há exceções. A Guarda Nacional Republicana está a promover em todo o território nacional várias ações de sensibilização e fiscalização no sentido de prevenir e reprimir a circulação de veículos pela via do meio ou da esquerda quando não exista tráfego nas vias da direita. O major Paulo Gomes, da GNR, esteve na Edição da Manhã. 

  • O pedido de desculpas de Dijsselbloem
    2:12

    Mundo

    O Governo português continua a mostrar a indignação que diz sentir perante as declarações do presidente do Eurogrupo. O ministro dos Negócios Estrangeiros português garante que com Dijsselbloem "não há conversa possível". Jeroen Dijsselbloem começou por recusar pedir desculpa mas depois cedeu perante a onda de indignação.

  • A primeira vez do Sr. Árbitro
    12:41