sicnot

Perfil

Economia

México preocupado com possível reversão de subconcessão do Metro de Lisboa e da Carris

​O embaixador do México em Portugal expressou hoje ao Governo português preocupação com a possível reversão da subconcessão dos transportes públicos de Lisboa, nomeadamente do Metro e Carris, ganha pela mexicana ADO/Avanza.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"O Governo do México, através do seu embaixador em Portugal, expressou a sua preocupação perante a possibilidade de que possam ser anuladas as subconcessões ganhas pela empresa mexicana ADO/Avanza do Metropolitano e da Carris", lê-se num comunicado enviado hoje à agência Lusa pela embaixada do México em Portugal.

Na nota, lembra-se que, para vencer o concurso da subconcessão, a empresa em questão "cumpriu todas as condições estabelecidas e assinou os acordos respetivos".

Nove dias depois de António Costa ter tomado posse como primeiro-ministro, fonte do executivo fez saber que o Governo ia "mandar suspender, com efeitos imediatos, o processo de obtenção de visto prévio" para os contratos de subconcessão dos transportes públicos de Lisboa e Porto pelo Tribunal de Contas, para evitar que entrem em vigor.

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, explicou depois que, tendo o Governo tomado a decisão política de reverter as subconcessões nos transportes, "não deveria ficar à espera que o Tribunal de Contas chumbasse os contratos".

No comunicado hoje enviado à Lusa pela embaixada mexicana, recorda-se que "nos últimos dois anos os governos do México e Portugal deram um impulso inédito aos vínculos entre os dois países", algo que "favoreceu o crescimento dos fluxos comerciais e de inversão nos dois países".

"As autoridades mexicanas acreditam que o interesse comum em manter um ambiente propício ao incremento das relações económicas entre o México e Portugal irá prevalecer nas decisões a ser adotadas em relação a este importante assunto", pode ler-se na nota.

Na terça-feira, a embaixadora do Reino Unido em Lisboa, Kirsty Hayes, também disse estar preocupada com a reversão da subconcessão dos transportes públicos e frisou ter a expectativa de que os compromissos assumidos venham a ser cumpridos.

A empresa britânica National Express detém a espanhola Alsa, que foi a escolhida pelo Governo de Passos Coelho para concessionar a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP).

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    2:24
  • Ministro "mais descansado" com relatório sobre Almaraz, ambientalistas contestam
    2:01

    País

    O ministro do Ambiente diz estar mais descansado depois de conhecer o relatório técnico que considera o armazém de resíduos nucleares em Almaraz uma solução adequada. Já as associações ambientalistas e os partidos criticam o parecer positivo à construção e querem ouvir os ministros do Ambiente e dos Negócios Estrangeiros no Parlamento.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52
  • Líderes europeus unidos para iniciar saída do Reino Unido
    2:08
  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, faz este sábado, 100 dias. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.