sicnot

Perfil

Economia

México preocupado com possível reversão de subconcessão do Metro de Lisboa e da Carris

​O embaixador do México em Portugal expressou hoje ao Governo português preocupação com a possível reversão da subconcessão dos transportes públicos de Lisboa, nomeadamente do Metro e Carris, ganha pela mexicana ADO/Avanza.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"O Governo do México, através do seu embaixador em Portugal, expressou a sua preocupação perante a possibilidade de que possam ser anuladas as subconcessões ganhas pela empresa mexicana ADO/Avanza do Metropolitano e da Carris", lê-se num comunicado enviado hoje à agência Lusa pela embaixada do México em Portugal.

Na nota, lembra-se que, para vencer o concurso da subconcessão, a empresa em questão "cumpriu todas as condições estabelecidas e assinou os acordos respetivos".

Nove dias depois de António Costa ter tomado posse como primeiro-ministro, fonte do executivo fez saber que o Governo ia "mandar suspender, com efeitos imediatos, o processo de obtenção de visto prévio" para os contratos de subconcessão dos transportes públicos de Lisboa e Porto pelo Tribunal de Contas, para evitar que entrem em vigor.

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, explicou depois que, tendo o Governo tomado a decisão política de reverter as subconcessões nos transportes, "não deveria ficar à espera que o Tribunal de Contas chumbasse os contratos".

No comunicado hoje enviado à Lusa pela embaixada mexicana, recorda-se que "nos últimos dois anos os governos do México e Portugal deram um impulso inédito aos vínculos entre os dois países", algo que "favoreceu o crescimento dos fluxos comerciais e de inversão nos dois países".

"As autoridades mexicanas acreditam que o interesse comum em manter um ambiente propício ao incremento das relações económicas entre o México e Portugal irá prevalecer nas decisões a ser adotadas em relação a este importante assunto", pode ler-se na nota.

Na terça-feira, a embaixadora do Reino Unido em Lisboa, Kirsty Hayes, também disse estar preocupada com a reversão da subconcessão dos transportes públicos e frisou ter a expectativa de que os compromissos assumidos venham a ser cumpridos.

A empresa britânica National Express detém a espanhola Alsa, que foi a escolhida pelo Governo de Passos Coelho para concessionar a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP).

Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".