sicnot

Perfil

Economia

México preocupado com possível reversão de subconcessão do Metro de Lisboa e da Carris

​O embaixador do México em Portugal expressou hoje ao Governo português preocupação com a possível reversão da subconcessão dos transportes públicos de Lisboa, nomeadamente do Metro e Carris, ganha pela mexicana ADO/Avanza.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

"O Governo do México, através do seu embaixador em Portugal, expressou a sua preocupação perante a possibilidade de que possam ser anuladas as subconcessões ganhas pela empresa mexicana ADO/Avanza do Metropolitano e da Carris", lê-se num comunicado enviado hoje à agência Lusa pela embaixada do México em Portugal.

Na nota, lembra-se que, para vencer o concurso da subconcessão, a empresa em questão "cumpriu todas as condições estabelecidas e assinou os acordos respetivos".

Nove dias depois de António Costa ter tomado posse como primeiro-ministro, fonte do executivo fez saber que o Governo ia "mandar suspender, com efeitos imediatos, o processo de obtenção de visto prévio" para os contratos de subconcessão dos transportes públicos de Lisboa e Porto pelo Tribunal de Contas, para evitar que entrem em vigor.

O ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes, explicou depois que, tendo o Governo tomado a decisão política de reverter as subconcessões nos transportes, "não deveria ficar à espera que o Tribunal de Contas chumbasse os contratos".

No comunicado hoje enviado à Lusa pela embaixada mexicana, recorda-se que "nos últimos dois anos os governos do México e Portugal deram um impulso inédito aos vínculos entre os dois países", algo que "favoreceu o crescimento dos fluxos comerciais e de inversão nos dois países".

"As autoridades mexicanas acreditam que o interesse comum em manter um ambiente propício ao incremento das relações económicas entre o México e Portugal irá prevalecer nas decisões a ser adotadas em relação a este importante assunto", pode ler-se na nota.

Na terça-feira, a embaixadora do Reino Unido em Lisboa, Kirsty Hayes, também disse estar preocupada com a reversão da subconcessão dos transportes públicos e frisou ter a expectativa de que os compromissos assumidos venham a ser cumpridos.

A empresa britânica National Express detém a espanhola Alsa, que foi a escolhida pelo Governo de Passos Coelho para concessionar a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP).

Lusa

  • As confissões de Sérgio Conceição: do futuro no FC Porto à zanga com Rui Vitória 
    43:14
  • Marcelo descobre que vê mal "ao longe à esquerda"
    2:05

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa recebeu uma declaração dos médicos contra a despenalização da eutanásia. A audiência ao atual bastonário e cinco antecessores acontece a uma semana do tema ir a debate no Parlamento, e no dia em que o Presidente da República foi a estrela do Dia da Segurança Infantil. Marcelo aproveitou para fazer um rastreio à visão e concluiu que tem que estar "atento", à esquerda, ao longe".

  • PS "vai ficar em banho-maria durante anos" por causa de Sócrates
    0:59

    País

    Miguel Sousa Tavares considera que o PS vai ficar em "banho-maria" durante anos por causa de José Sócrates. Em entrevista na SIC Notícias, o comentador criticou os dirigentes socialistas pela forma como se tentaram demarcar do ex-primeiro-ministro e disse que António Costa devia ter tomado uma atitude mais concreta.

  • Sabia que pode emprestar dinheiro a empresas e ganhar 7% em juros por ano?
    8:05
  • É desta que provam a existência do monstro de Loch Ness?

    Mundo

    Para muitos, o monstro de Loch Ness não passa de uma lenda. A verdade é que a existência ou não desta criatura mística continua a suscitar debates entre aqueles que acreditam e os cépticos. Uma equipa internacional de investigadores quer responder finalmente à questão através da recolha de ADN ambiental do Loch Ness, na Escócia.

    SIC