sicnot

Perfil

Economia

PCP vota a favor da eliminação faseada dos cortes salariais na função pública

O grupo parlamentar do PCP vai votar a favor da devolução faseada dos salários da função pública proposta pelo PS, anunciou a própria bancada comunista, que verá a sua iniciativa sobre a matéria chumbada pela maioria do parlamento.

Arquivo

Arquivo

(Lusa/ Arquivo)

Da fatia de 80 por cento do valor dos cortes salariais ainda a repor aos trabalhadores da administração pública, o PS entende que o ritmo de devolução deverá ser dividido em quatro fases ao longo de 2016, no início de cada trimestre (20%), até à sua extinção em outubro.

A iniciativa socialista já tinha merecido o apoio de BE, PEV e PAN, enquanto PSD e CDS-PP vão votar contra o fim dos cortes de salários na administração pública, a este ritmo.

O diploma do PCP prevê a extinção integral dos cortes salariais assim que o Orçamento do Estado de 2016 (OE) do próximo ano seja publicado em diário da República, ou seja, a sua entrada em vigor. Para o período de transição, entre 01 de janeiro próximo e a entrada em vigor do novo OE, a proposta comunista prevê a manutenção dos cortes.

Já com o novo OE, segundo a proposta do PCP, o Governo ficararia autorizado "no prazo de 30 dias" a aprovar "as condições de pagamento dos retroativos remuneratórios relativos à diferença entre o montante de 2015 e o valor da respetiva remuneração integral".

Lusa

  • Governo quer aumentar fiscalização a baixas fraudulentas
    1:10

    País

    O Governo quer criar uma bolsa de médicos para fiscalizar quem recebe o subsídio por doença. A intenção foi manifestada à TSF pela secretária de Estado da Segurança Social. Em 2016 foram detetados mais de 56 mil trabalhadores com baixa médica que afinal estavam aptos para trabalhar.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.