sicnot

Perfil

Economia

Número de desempregados inscritos sobe em novembro e aproxima-se dos 65 mil

O número de desempregados inscritos nos serviços de emprego subiu para 64.695 em novembro, um aumento de 3% face ao período homólogo do ano passado, indicam as estatísticas hoje divulgadas pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

(Arquivo)

(Arquivo)

De acordo com os dados do IEFP disponibilizados na página da internet, se face ao mesmo mês de novembro de 2014 houve mais 1.907 desempregados inscritos, em comparação com o mês de outubro, o número de inscrições foi inferior em 7,8%, ou seja, menos 5.499 inscritos.

No final de novembro último, estavam registados como desempregados, nos serviços de emprego do Continente e Regiões Autónomas, 550.250 indivíduos, número que representa 71,7% de um total de 766.983 pedidos de emprego.

O IEFP aponta que o total de desempregados registados no país em novembro diminuiu 8% em comparação com o mês homólogo de 2014 (menos 47.833 indivíduos) e aumentou 1,5% face ao mês de outubro (mais 8.220 indivíduos).

O Alentejo foi a única região que, em termos homólogos, não aumentou o fluxo de desempregados.

Comparativamente ao mês anterior, o volume de inscrições diminuiu em novembro em cinco das sete regiões do país (as exceções foram Algarve e Madeira).

Tendo por base informação relativa ao Continente, mantém-se como principal motivo de inscrição dos desempregados o "fim de trabalho não permanente", representando 48,8% do total, segundo o IEFP, acrescentando que o motivo "despedido" surge em segundo lugar (8,5%) e a categoria "ex-estudantes" ocupa a terceira posição (7,9%).

No final do mês em análise, as ofertas de emprego por satisfazer totalizavam 18.779, nos serviços de emprego de todo o país, um número que, segundo o IEFP, "corresponde a descidas de 6,5% face ao mesmo mês de 2014 e de 4,1% face ao mês anterior".

Quanto às ofertas de emprego recebidas ao longo deste mês de novembro, estas totalizaram 13.237 em todo o país, uma subida de 4,7% face a novembro de 2014 (mais 595) e inferior ao mês anterior em 18,1% (menos 2.929).

Lusa

  • Atirador canadiano mata combatente do Daesh a 3,5km de distância

    Mundo

    Um atirador das Forças Especiais do Canadá matou um combatente do Daesh com um tiro disparado a 3,5 quilómetros de distância, no passado mês de maio, no Iraque. O Comando de Operações Especiais canadiano garantiu à BBC que a distância do disparo, realizado com sucesso, é já considerada um recorde na história militar.

  • Revelada a verdadeira identidade de Banksy?

    Cultura

    O músico e produtor Goldie pode ter revelado a identidade do artista mais conhecido por Banksy, durante uma entrevista ao podcast do rapper Scroobius Pip. Goldie referiu Robert Del Naja de forma acidental e os fãs acreditam que a identidade do artista britânico foi finalmente desvendada.

  • "Mãe, por favor, para de dizer asneiras. Não quero que leves um tiro"
    0:51

    Mundo

    O Departamento de Investigação da Polícia do Minnesota divulgou esta sexta-feira um vídeo com imagens de um incidente que levou à morte de um afro-americano pela polícia, nos Estados Unidos da América. Em julho de 2016 um polícia atingiu mortalmente Philando Castile, de 32 anos, durante uma operação de controlo rodoviário. O homem procurava os documentos de identificação quando o polícia disparou quatro tiros. Nas imagens é possível ver o desespero da filha da companheira de Philiando Castile, minutos depois de ter visto o padrasto a morrer. O agente responsável pela morte de Castile foi absolvido pelo Tribunal na semana passada.

  • Depois da "provocação", o acidente em cadeia
    0:43

    Mundo

    Um vídeo de um acidente numa autoestrada em Santa Clarita, na Califórnia (EUA), está a tornar-se viral nas redes sociais. Nas imagens é possível ver um motociclista a dar um pontapé num carro que seguia à sua frente. Como forma de "retribuição", o carro vira na direção da mota mas bate no separador e depois numa carrinha que acabou por capotar. Segundo a imprensa norte-americana o condutor da carrinha foi levado para o hospital com ferimentos ligeiros. Já a pessoa que conduzia a mota seguiu o seu caminho.