sicnot

Perfil

Economia

Número de desempregados inscritos sobe em novembro e aproxima-se dos 65 mil

O número de desempregados inscritos nos serviços de emprego subiu para 64.695 em novembro, um aumento de 3% face ao período homólogo do ano passado, indicam as estatísticas hoje divulgadas pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

(Arquivo)

(Arquivo)

De acordo com os dados do IEFP disponibilizados na página da internet, se face ao mesmo mês de novembro de 2014 houve mais 1.907 desempregados inscritos, em comparação com o mês de outubro, o número de inscrições foi inferior em 7,8%, ou seja, menos 5.499 inscritos.

No final de novembro último, estavam registados como desempregados, nos serviços de emprego do Continente e Regiões Autónomas, 550.250 indivíduos, número que representa 71,7% de um total de 766.983 pedidos de emprego.

O IEFP aponta que o total de desempregados registados no país em novembro diminuiu 8% em comparação com o mês homólogo de 2014 (menos 47.833 indivíduos) e aumentou 1,5% face ao mês de outubro (mais 8.220 indivíduos).

O Alentejo foi a única região que, em termos homólogos, não aumentou o fluxo de desempregados.

Comparativamente ao mês anterior, o volume de inscrições diminuiu em novembro em cinco das sete regiões do país (as exceções foram Algarve e Madeira).

Tendo por base informação relativa ao Continente, mantém-se como principal motivo de inscrição dos desempregados o "fim de trabalho não permanente", representando 48,8% do total, segundo o IEFP, acrescentando que o motivo "despedido" surge em segundo lugar (8,5%) e a categoria "ex-estudantes" ocupa a terceira posição (7,9%).

No final do mês em análise, as ofertas de emprego por satisfazer totalizavam 18.779, nos serviços de emprego de todo o país, um número que, segundo o IEFP, "corresponde a descidas de 6,5% face ao mesmo mês de 2014 e de 4,1% face ao mês anterior".

Quanto às ofertas de emprego recebidas ao longo deste mês de novembro, estas totalizaram 13.237 em todo o país, uma subida de 4,7% face a novembro de 2014 (mais 595) e inferior ao mês anterior em 18,1% (menos 2.929).

Lusa

  • "Claramente que há mandantes e que foi uma operação organizada"
    4:14

    Crise no Sporting

    Os 23 detidos por suspeitas de terem participado no ataque à Academia de Alcochete ficaram em prisão preventiva. Miguel Sousa Tavares considera que a decisão "é mais para ser exemplar". O comentador da SIC acredita que há mandantes e que esta foi uma "operação organizada". Sousa Tavares diz ainda que os "políticos não têm coragem para impor as leis" e que em Portugal "brinca-se com a lei".

    Miguel Sousa Tavares

  • "Sempre nos disseram que bastava o Aves ganhar para estar na Liga Europa"
    0:34

    Desporto

    O Presidente da SAD do Desportivo das Aves garante que não houve esquecimento ou atraso na inscrição do clube na Liga Europa. Luiz Andrade afirma que sempre lhe disseram que bastava vencer a Taça de Portugal para marcar presença na competição e que ainda não sabe se o clube pode ou não jogar a fase de grupos da competição europeia.

  • "Fui violada por Harvey Weinstein aqui em Cannes"
    1:02

    Cultura

    A cerimónia de encerramento do Festival de Cinema de Cannes ficou ainda marcada pelo discurso de Asia Argento. A atriz italiana que acusou Harvey Weinstein de a ter violado justamente numa das edições do festival de Cannes, e que há mais abusadores à solta.

  • As primeiras imagens das quatro crias da lince Malva
    0:20
  • Exército sírio declara Damasco "totalmente segura"

    Mundo

    O exército sírio proclamou esta segunda-feira a capital Damasco e também os arredores, como locais "totalmente seguros". O anúncio foi feito em clima de festa, depois de os militares terem reconquistado os bairros do sul da cidade, até agora nas mãos do Daesh.

  • Jovem britânico em fuga é detido depois de responder à polícia no Facebook

    Mundo

    Através do Facebook, a polícia de West Yorkshire mostrou-se preocupada perante o desaparecimento de um jovem de 21 anos e pediu por informações que pudessem leva-los a descobrir Leon Smith. Contudo, o que não deveriam estar à espera, era que o próprio desaparecido respondesse na rede social e que desafiasse a polícia a "fazer o seu trabalho". As autoridades acabaram por localizar o jovem no mesmo dia.

    SIC