sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a descer em todos os prazos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a cair a dois, a cinco e a dez anos em relação a terça-feira, alinhados com os da Itália e Espanha.

(AP/ Arquivo)

(AP/ Arquivo)

Francisco Seco/AP

Cerca das 08:40 de hoje em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a descer para 2,491%, contra 2,508% na terça-feira.

Nos últimos seis meses, os juros a dez anos subiram até ao máximo de 3,167% a 6 de julho e desceram até ao mínimo de 2,257% a 2 de dezembro. O mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a cair, para 1,089%, contra 1,095% no fecho de terça-feira, depois de terem atingido o mínimo de sempre de 0,749% a 10 de abril deste ano.

Os valores mínimos e máximo dos últimos seis meses dos juros a cinco anos foram de 0,918% a 2 de dezembro e de 1,859% a 7 de julho.

No mesmo sentido, no prazo de dois anos, os juros estavam a recuar para 0,112%, contra 0,113% na terça-feira.

Nos últimos seis meses, os valores mínimos e máximo dos juros a dois anos foram de -0,003% a 25 de junho e de 0,778% a 8 de julho.

Os juros da Irlanda estavam a subir a dois anos, enquanto os da Grécia estavam a cair a dois anos e a subir a dez anos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 8:40:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

23/12....0,112.....1,089....2,491

22/12....0,113.....1,095....2,508

Grécia

23/12......7,480....n disp....8,136

22/12......7,645....n disp....8,029

Irlanda

23/12......-0,193....0,194.....1,114

22/12......-0,194....0,199.....1,121

Itália

23/12......0,032.....0,529....1,623

22/12......0,033.....0,536....1,635

Espanha

23/12......0,090......0,711....1,776

22/12......0,094......0,717....1,789

Lusa

  • Luís Pina indiciado por quatro crimes de tentativa de homicídio
    1:41
  • Negociações serão difíceis e manter a unidade também
    0:32
  • Corrida à Agência Europeia Medicamento "não é fácil", admite Costa
    0:50

    Brexit

    António Costa confirmou a apresentação da candidatura para a transferência da agência europeia do medicamento de Londres para Portugal. À margem da cimeira extraordinário sobre o Brexit, o primeiro-ministro salientou a importância da instalação do instituto no país para reforçar a competitividade no setor