sicnot

Perfil

Economia

Governo espanhol atualiza terça-feira salário mínimo nacional para 655 euros

O Governo espanhol em funções vai aprovar terça-feira, na última reunião do Conselho de Ministros do ano, o aumento do salário mínimo nacional, subindo-o de 648,80 para 655,08 euros (1%) mensais, valor muito inferior ao defendido pelas centrais sindicais.

© Susana Vera / Reuters

Segundo fontes sindicais espanholas, citadas pela agência noticiosa EFE, o executivo de Madrid comunicou aos sindicatos na semana passada, por escrito, que iria aumentar o salário mínimo em 1%, depois de ter recebido dos representantes dos trabalhadores propostas de aumento de 11% para 2016 (até 720 euros) e de mais 11% para 2017 (até 800 euros).

As centrais sindicais UGT e CCOO argumentaram que, com estas subidas, o vencimento mínimo ficaria próximo dos 60% do salário médio líquido, tal como recomenda a Carta Social Europeia, subscrita por Espanha.

O Salário Mínimo Interprofissional, como se denomina, foi criado em 1963, mas manteve-se "congelado" nos três anos seguintes.

A partir de 1967 foi sendo atualizado anualmente, à exceção de 1976 e 1979, alturas em que foi aumentado duas vezes face ao elevado índice de inflação então registado.

Em 1980, com a aprovação do Estatuto dos Trabalhadores, ficou definido que a revisão anual deveria ser feita depois de consulta prévia às organizações sindicais e patronais mais representativas.

Desde 1982 que o Conselho de Ministros só pode fixar o novo valor do salário mínimo na sua última reunião do ano.

Segundo os dados do Eurostat, em 2015, o salário mínimo nos 28 países da União Europeia (UE) oscila entre os 1.923 euros mensais no Luxemburgo e os 184 euros na Bulgária.

Lusa

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.