sicnot

Perfil

Economia

Contribuintes portugueses devem mais de 6500 milhões ao Fisco

Os contribuintes portugueses devem mais de 6500 milhões de euros ao Fisco. De acordo com dados do Ministério das Finanças, esta dívida abrange obrigações que ainda estão dentro do prazo como outras que já estão a ser executadas.

Metade do valor, cerca de 3 mil milhões de euros, são de empresas que estão em processo de falência. (Arquivo)

Metade do valor, cerca de 3 mil milhões de euros, são de empresas que estão em processo de falência. (Arquivo)

SIC

Metade do valor, cerca de 3 mil milhões de euros, são de empresas que estão em processo de falência.

O bastonário da Ordem dos Técnicos Oficiais de Contas, Domingues Azevedo, diz mesmo que vai ser muito difícil o Estado conseguir recuperar este dinheiro.

  • Fisco obriga funcionários a justificar acesso a dados dos contribuintes
    1:44

    Economia

    Os funcionários do Fisco vão ter regras mais apertadas já a partir da próxima segunda-feira. Entra em vigor um novo mecanismo informático que obriga os trabalhadores a justificarem a razão da consulta dos dados dos contribuintes. Um novo plano de segurança para evitar acessos indevidos aos dados fiscais depois da polémica sobre a lista VIP.

  • Mais de 10 casas penhoradas por dia
    1:08

    Economia

    O número de penhoras feitas pelo fisco tem vindo a aumentar. Desde janeiro, o Estado tirou aos portugueses em falta mais de 3.300 casas. São mais de 10 por dia. Os contribuintes entregam acima de tudo imóveis, carros e rendimentos para acertar as dívidas.

  • A menina síria que relata a guerra no Twitter está bem, diz o pai

    Mundo

    Bana Alabed, a menina síria de 7 anos que conta no Twitter a luta pela sobrevivência e os horrores da guerra em Alepo, teve de abandonar a sua casa que foi bombardeada mas está bem, disse hoje o seu pai à Agência France Press. A conta esteve fechada desde domingo, mas foi entretanto reativada e tem hoje uma nova publicação de Bana.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.