sicnot

Perfil

Economia

Salário Mínimo Nacional sobe amanhã para 530 euros

O salário mínimo nacional (SMN) vai subir para os 530 euros a partir de 1 de janeiro, de acordo com a proposta do Governo aprovada em Conselho de Ministros, e promulgada na terça-feira pelo Presidente da República.

O executivo apresentou uma proposta de aumento do SMN para a legislatura, começando pelos 530 euros para 2016 e terminando nos 600 euros em 2019. (Arquivo)

O executivo apresentou uma proposta de aumento do SMN para a legislatura, começando pelos 530 euros para 2016 e terminando nos 600 euros em 2019. (Arquivo)

SIC

Depois da promulgação de Belém, o diploma terá agora de ser publicado em Diário da República para que possa entrar em vigor na sexta-feira.

No passado dia 23, o Conselho de Ministros aprovou a subida do SMN -- atualmente nos 505 euros -, para um valor 25 euros superior ao montante pago até hoje, com o ministro do Trabalho, Vieira da Silva, a garantir nesse dia a sua entrada em vigor a 01 de janeiro.

No entanto, a proposta do executivo, que constava do programa do Governo socialista, não obteve o apoio dos parceiros sociais e avançou sem um acordo entre patrões, executivo e centrais sindicais.

O facto de não ter sido possível chegar a um acordo com os parceiros sociais levou a que o Governo tenha decidido aprovar a medida, deixando cair em 2016 a manutenção do desconto de 0,75 pontos percentuais em sede de Taxa Social Única (TSU) para as empresas.

O executivo apresentou uma proposta de aumento do SMN para a legislatura, começando pelos 530 euros para 2016 e terminando nos 600 euros em 2019.

Para chegar aos 600 euros em 2019, o executivo propõe, no seu programa de Governo, que o SMN seja de 530 euros em 2016, passando para os 557 euros em 2017 e para os 580 em 2018.

O SMN esteve congelado nos 485 euros entre 2011 e outubro de 2014, quando aumentou para os 505 euros, na sequência de um acordo estabelecido entre o Governo, as confederações patronais e a UGT.

Segundo as estimativas do Governo, a subida do salário mínimo deverá beneficiar, pelo menos, 650 mil trabalhadores.

Lusa

  • Manuel Valls diz que Trump fez declaração de guerra à Europa

    Mundo

    O antigo primeiro-ministro francês Manuel Valls, aspirante a candidato socialista às presidenciais deste ano, considerou esta segunda-feira como uma "declaração de guerra" as afirmações do futuro Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, sobre a União Europeia.

  • Morreu o último homem que pisou a Lua

    Mundo

    O astronauta norte-americano Eugene Cernan, o último homem a pisar a Lua, morreu esta segunda-feira aos 82 anos, informou a agência espacial norte-americana, NASA.

  • Novo motim em prisão brasileira do Rio Grande do Norte

    Mundo

    Um motim ocorreu esta segunda-feira de madrugada numa prisão do estado brasileiro de Rio Grande do Norte, sem fazer feridos ou mortos, depois de uma rebelião numa outra prisão do mesmo estado ter feito 26 mortos no fim de semana.

  • Cheias e derrocadas destroem várias casas no Peru
    0:42

    Mundo

    Um deslizamento de terras seguido de uma inundação destruiu várias casas no Peru. As imagens mostram o momento em que o deslizamento acontece e o caos que se gerou. O trânsito ficou cortado e as inundações que se seguiram obrigaram várias pessoas a abandonar as suas habitações.