sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores da Petrogal em greve nas refinarias do Porto e de Sines na sexta-feira

Os trabalhadores da Petrogal marcaram uma greve para a próxima sexta-feira nas refinarias do Porto e de Sines e decidiram ainda prolongar a luta nos próximos três meses, estando ainda por definir os períodos de paralisação.

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

REUTERS

Segundo o comunicado do Sindicato da Indústria e do Comércio Petrolífero (SICOP), a greve na refinaria da Petrogal, do grupo Galp Energia, no Porto, que abrange o terminal de Leixões, o parque de Viana do Castelo, o parque de Perafita, o parque da Boa Nova e o parque do Real, começa às 06:00 de sexta-feira e prolonga-se por 24 horas.

Na refinaria de Sines, o protesto terá uma duração de quatro horas, entre as 07:00 e as 11:00 de sexta-feira.

Ainda na área de Lisboa, os trabalhadores da Petrogal também marcaram greve para sexta-feira, e tem uma duração de quatro horas, entre as 12:00 e as 18:00.

Já na quarta-feira, os trabalhadores da Petrogal vão realizar uma ação de protesto na sede da empresa, em Lisboa.

Nos plenários realizados em Lisboa, Sines e Porto, foi decidido prolongar a luta nos próximos três meses, com períodos adaptados às realidades de cada instalação, que serão divulgados com detalhe em aviso prévio de greve aainda esta semana, adiantou à Lusa o coordenador do SICOP, Rui Pedro Ferreira.

Estes protestos foram decididos em plenários de trabalhadores a 30 de dezembro, depois de terem suspendido a paralisação, convocada para 28, 29 e 30 de dezembro, devido à existência de impedimentos a que "os trabalhadores exerçam, plenamente, o direito de greve", informa um comunicado sindical.

Em causa, um despacho conjunto dos ministros da Economia e do Trabalho a determinar os termos de 'funcionamento mínimo', ou seja, 'os mínimos técnicos', das refinarias do Porto e de Sines durante o período da greve.

Na sequência da posição do Governo, além de suspenderem a greve, os sindicatos avançaram, no último dia de 2015, com uma providência cautelar no Tribunal Administrativo e Fiscal do Círculo de Lisboa para suspender a eficácia do despacho emitido pelos ministros do Trabalho e da Economia.

Contactada pela Lusa, a Galp Energia escusou-se a fazer comentários sobre as greves anunciadas.

Lusa

  • Leão de Ouro de Souto de Moura faz "muito bem à alma" dos portugueses
    1:53
  • "Sonho com um futuro melhor", o desejo de um jovem sírio em Portugal
    2:12

    País

    Mais de 50 jovens sírios chegaram esta madrugada a Lisboa, para iniciarem o novo ano letivo, em Portugal. Sonham com um futuro melhor. Sonham com uma educação melhor. Os 54 estudantes vieram ao abrigo do programa lançado pelo antigo Presidente da República, Jorge Sampaio, que nos últimos anos já deu uma nova oportunidade a cerca de 200 alunos.

  • Na linha do triunfo
    16:49
  • Chamas do incêndio no Europa Park na Alemanha atingiram os 15 metros de altura
    0:57