sicnot

Perfil

Economia

Donald Trump ameaça cancelar investimento de milhões na Escócia

O pré-candidato republicano à Presidência dos Estados Unidos Donald Trump ameaçou hoje cancelar um investimento de 945 milhões de euros na Escócia se o Reino Unido impedir a sua entrada em território britânico.

© Mary Schwalm / Reuters

A Trump Organisation referiu hoje, em comunicado, que cancela o investimento nos campos de golfe escoceses se Donald Trump for impedido de entrar no Reino Unido.

A Câmara dos Comuns vai debater no próximo dia 18 uma petição com 570.000 assinaturas que pede que Donald Trump seja impedido de entrar nas ilhas britânicas devido ao seu "discurso de ódio" contra os muçulmanos.

"O parlamento britânico criará um precedente perigoso e lançará ao mundo uma terrível mensagem de que o Reino Unido se opõe à liberdade de expressão e que não tem interesse em atrair investimento", refere o comunicado.

Em dezembro, Donald Trump defendeu que a entrada de muçulmanos nos Estados Unidos deveria ser proibida.

Lusa

  • Todos os distritos sob Aviso Amarelo devido ao frio

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera colocou Portugal continental sob Aviso Amarelo na quarta e na quinta-feira. Os termómetros vão estar abaixo de zero em todo o território, à exceção dos distritos de Lisboa, Porto e Faro.

  • Motim em prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos
    1:09

    Mundo

    Um novo motim numa prisão brasileira fez pelo menos 30 mortos. A prisão, que é a maior do Estado do Rio Grande do Norte, tem capacidade para 600 reclusos mas acolhe quase o dobro. Após o motim de 14 horas, a polícia já tem o controlo total da prisão.

  • Aqui também se vive
    16:07
  • Austrália condena Japão por caça de baleias no Oceano Antártico

    Mundo

    O Governo da Austrália condenou hoje o Japão por retomar a caça de baleias no Oceano Antártico, após a divulgação de imagens de um cetáceo morto a bordo de um barco japonês que se encontrava em águas protegidas.O ministro do Ambiente, Josh Frydenberg, manifestou "profunda deceção", um dia depois de a organização Sea Shepherd divulgar fotografias e vídeos de uma baleia minke no barco japonês Nisshin Maru.