sicnot

Perfil

Economia

Futuros aumentos das taxas de juro nos EUA vão ser graduais

A Reserva Federal norte-americana (Fed) prevê apenas um aumento gradual das taxas de juro após a subida anunciada em dezembro, segundo as minutas da reunião desse mês e que foram divulgadas hoje.

© Jonathan Ernst / Reuters

Em meados de dezembro, a Fed reuniu-se por dois dias e decidiu subir as taxas de juro norte-americanas, o primeiro aumento desde 2006, indicando que ficariam num intervalo entre 0,25% e 0,50% (quando estavam abaixo dos 0,25%).

As atas dessas reuniões foram divulgadas hoje e, segundo avança a agência de notícias France Presse (AFP), mostram que os membros do comité de política monetária previram apenas um aumento gradual das taxas de juros após essa subida.

Na altura, o banco central dos Estados Unidos emitiu um comunicado indicando que a partir dessa altura a subida será gradual e os membros do comité de política monetária esperam que as taxas estejam em média em 1,4% no fim de 2016.

As minutas divulgadas hoje mostram que alguns dos membros estiveram marginalmente a favor da primeira subida das taxas de juro em mais de nove anos, apesar do entendimento geral de que ainda vai levar algum tempo antes da subida da inflação para o objetivo de 2% do banco central.

No entanto, alguns dos membros do comité permaneceram preocupados com a fraqueza da inflação, outro dos indicadores-chave para a definição de política monetária.

Segundo as minutas da Fed, "há riscos negativos relacionados com a queda do preço do petróleo e outras matérias-primas ou um aumento do valor do dólar que podem atrasar ou diminuir o aumento da inflação".

Outros membros mostraram-se também preocupados com a possibilidade de uma melhoria do mercado de trabalho não se revelar suficiente para "compensar as pressões das forças deflacionistas mundiais".

Lusa