sicnot

Perfil

Economia

Bolsas chinesas encerram ao fim de meia hora de negociações

As bolsas chinesas de Xangai e Shenzhen encerraram hoje prematuramente, pela segunda vez na sua história, ao fim de meia hora, naquela que foi a sua sessão mais breve, após registarem perdas superiores a 7% no índice CSI 300.

© Yuya Shino / Reuters

Tal como aconteceu na passada segunda-feira, o primeiro dia em que vigoraram as novas regras para travar as oscilações bolsistas, as praças chinesas foram paralisadas por 15 minutos, depois de o índice CSI 300, que abrange as 300 principais empresas cotadas, cair acima de 5%.

Após a pausa, as bolsas voltaram a abrir, encerrando logo de seguida por perderem mais de 7%, de acordo com as novas regras, que ditam que, neste cenário, as negociações só são retomadas no dia seguinte.

Quando as negociações fecharam, pelas 09:58 (01:58 em Lisboa), a bolsa de Xangai perdia 7,32%, fixando-se nos 3.115,89 pontos, e a de Shenzhen caia 8,35%, para 1.955,88 pontos.

Lusa

  • Mação volta a enfrentar dias de pânico
    3:33
  • Fogo obrigou à evacuação de 6 aldeias do concelho do Sardoal
    1:56

    País

    O incêndio que chegou ao Sardoal obrigou à evacuação de seis aldeias. As pessoas foram encaminhadas para as instalações da Santa Casa da Misericórdia e vão regressando ao longo do dia de hoje. A A23 foi reaberta de madrugada, depois de ter estado várias horas cortada nos dois sentidos .

  • Ministra admite que a maioria dos incêndios começaram por mão humana
    1:57

    País

    A Ministra da Administração Interna admitiu esta quarta-feira que a maioria dos incêndios deste ano começaram por mão humana, mas Constança Urbano de Sousa entende que é cedo para tirar outras conclusões. Já o vice-presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses, Adelino Gomes, diz que não há duvidas e fala em terrorismo organizado. 

  • Sismo na região de Lisboa sentido num raio de 150km
    3:19