sicnot

Perfil

Economia

Ministra do Mar reúne-se com sindicato dos estivadores

Está agendada para esta manhã uma reunião conjunta entre sindicatos, operadores e administração do porto de Lisboa e a ministra do Mar. O objetivo é, de acordo com um comunicado dogabinete de Paula Vitorino "alcançar a paz social(...) romper com um conflito que dura há cerca de três anos. No final da reunião, está agendada uma conferência de imprensa.

ANTONIO COTRIM

Em causa, a celebração de um novo contrato coletivo de trabalho, que defenda "os direitos dos trabalhadores", defende o sindicato.

A greve teve inicío no dia 14 de novembro, e está previsto que se estenda pelo menos até 20 de janeiro.

  • Estivadores do Porto de Lisboa recebidos sexta-feira no Ministério do Mar
    2:02

    Economia

    Os estivadores do Porto de Lisboa continuam sem receber o ordenado do mês de dezembro. Na próxima sexta-feira vão ser recebidos no Ministério do Mar. No dia 29 de dezembro, o Sindicato dos Estivadores emitiu um novo pré-aviso de greve no Porto de Lisboa até 31 de janeiro, prolongando assim o protesto que só é acionado se as entidades empregadoras contratarem "trabalhadores estranhos à profissão".

  • Morreu o companheiro de Nelson Mandela

    Mundo

    Ahmed Kathrada, activista e ícone sul-africano que lutou ao lado de Mandela contra o "apartheid" morreu hoje aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

  • Mais de um milhão de crianças em risco de morrer à fome
    1:23
  • Vidas Suspensas: Delfim 353
    29:30
  • Esquerda contra a venda do Novo Banco
    1:51

    Economia

    O futuro do Novo Banco promete agitar a maioria de esquerda nas próximas semanas. O Bloco de Esquerda e o PCP estão contra os planos de privatização e insistem que a solução é nacionalizar o banco. O Bloco de Esquerda defende que privatizar 75% é o pior de dois mundos. Já o PCP diz que o banco deve ser integrado no setor público.

  • Identificadas 10 mil vítimas de violência em 2016
    1:32

    País

    Há cada vez mais homens e idosos a pedirem ajuda à Associação Portuguesa de Apoio à Vítima. Segundo o relatório anual da APAV conhecido esta segunda-feira, foram identificadas quase 10 mil vítimas de violência no ano passado. Cerca de 80% são mulheres casadas e com cerca de 50 anos.