sicnot

Perfil

Economia

Pharol avança em tribunal com ação de responsabilidade contra a Deloitte

A Pharol (antiga PT SGPS) deu entrada no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa uma ação de responsabilidade contra a Deloitte devido aos investimentos na Rioforte, do Grupo Espírito Santo.

(SIC/ Arquivo)

Nesta ação "é peticionada indemnização correspondente à diferença entre o valor de 897.000.000,00 euros e aquele que a Pharol vier a receber no âmbito do processo de insolvência da Rioforte, bem como os demais danos que se vierem a apurar e acrescido dos juros de mora vincendos, contabilizados desde a data da citação até efetivo e integral pagamento", lê-se no comunicado da Pharol.

A entrada da ação resulta da deliberação do Conselho de Administração de 27 de maio de 2015. A Pharol admite ainda vir a responsabilizar outros administradores.


Neste sentido, refere que não fica prejudicado o direito de "vir a responsabilizar outros administradores eleitos para o triénio 2012/2014 ou terceiros que, de alguma forma, tenham tido responsabilidade por danos causados [...], em consequência e/ou relacionados com investimentos na Rioforte ou instrumentos de dívida emitidos por entidades integrantes do Grupo Espírito Santo".

A 2 de outubro, a Pharol anunciou que tinha dado entrada no Tribunal Judicial da Comarca de Lisboa a primeira ação de responsabilidade contra os ex-administradores Henrique Granadeiro, Pacheco de Melo e Amílcar Pires devido aos investimentos na Rioforte.

Em causa está o investimento em papel comercial da Rioforte, do Grupo Espírito Santo, que entre várias consequências, levou à saída de Henrique Granadeiro e Luís Pacheco de Melo da PT.

Outro dos visados, Amílcar Morais Pires, administrador financeiro do Banco Espírito Santo (BES), era administrador na PT em nome do banco, que era um dos acionistas de referência da operadora de telecomunicações.

Com Lusa

  • PHAROL admite processar Zeinal Bava por eventuais atos de má gestão
    1:35

    Economia

    A PHAROL, antiga PT SGPS, admite processar Zeinal Bava por eventuais atos de má gestão. Na primeira Assembleia-Geral da empresa depois dos processos iniciados contra outros antigos administradores, o presidente Palha Silva disse que tudo deve ser feito para que os acionistas sejam ressarcidos pelos prejuízos do ruinoso negócio com a Rioforte.

  • Pharol processa antigos administradores da PT SGPS
    1:48

    Economia

    A Pharol, a antiga PT SGPS, processou Henrique Granadeiro, Amílcar Morais Pires e Pacheco de Melo. A ação judicial contra os antigos gestores prende-se com o investimento ruinoso de quase 900 milhões de euros na Rioforte, uma das empresas do Grupo Espírito Santo. Para já, Zeinal Bava fica de fora, mas a Pharol avisa que pode avançar com mais processos.

  • Não há risco de colapso do viaduto de Alcântara
    1:35

    País

    O desvio de um pilar do viaduto de Alcântara obrigou esta quarta-feira ao corte do trânsito e da circulação de comboios da linha de Cascais. O estrago terá sido provocado por um camião que embateu na estrutura durante a noite. A circulação ferroviária foi retomada a meio da manhã, mas o viaduto só será reaberto esta quinta-feira.

  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vitima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Romeu e Julieta nasceram no mesmo dia e no mesmo hospital

    Mundo

    Na Carolina do Sul, nos EUA, dois bebés tinham o parto marcado para 26 de março mas decidiram nascer mais cedo: exatamente no mesmo dia, apenas com uma diferença de 18 horas. Os pais não se conheciam e, curiosamente, deram o nome aos recém nascidos de Romeo e Juliet (em português, Romeu e Julieta).

  • Túmulo de Jesus Cristo restaurado

    Mundo

    Após 10 meses de obras de restauro, o túmulo onde Jesus Cristo terá sido sepultado foi esta quarta-feira revelado numa cerimónia na igreja do Santo Sepulcro, em Jerusalém.