sicnot

Perfil

Economia

Juros da dívida de Portugal a subir em todos os prazos

Os juros da dívida portuguesa estavam hoje a subir em todos os prazos em relação a sexta-feira, alinhados com os da Irlanda.

Cerca das 08:45 de hoje em Lisboa, os juros da dívida portuguesa a dez anos estavam a avançar para 2,635%, contra 2,596% na sexta-feira.

Nos últimos seis meses, os juros a dez anos subiram até ao máximo de 2,821% a 09 de novembro, e desceram até ao mínimo de 2,257% a 02 de dezembro.

O mínimo de sempre é de 1,560% e foi registado a 13 de março passado.

Os juros a cinco anos também estavam a subir, para 1,230%, contra 1,208% no fecho de sexta-feira, depois de terem atingido o mínimo de sempre de 0,749% a 10 de abril de 2015.

Os valores mínimos e máximo dos últimos seis meses dos juros a cinco anos foram de 0,918% a 02 de dezembro passado, e de 1,520% a 09 de novembro.

No mesmo sentido, no prazo de dois anos, os juros estavam a recuar para 0,090%, contra 0,085% na sexta-feira.

Nos últimos seis meses, os valores máximo e mínimo dos juros a dois anos foi de 0,489% a 13 de julho passado, e de 0,052% a 05 de janeiro.

Os juros da Itália e de Espanha estavam a descer a dois anos e a subir a cinco e a dez anos, enquanto os da Grécia estavam a cair a dois e a dez anos.

Juros da dívida soberana em Portugal, Grécia, Irlanda, Itália e Espanha cerca das 08:45:

2 anos... 5 anos... 10 anos

Portugal

11/01....0,090.....1,230....2,635

08/01....0,085.....1,208....2,596

Grécia

11/01......9,040....n disp....8,539

08/01......9,153....n disp....8,555

Irlanda

11/01......-0,280....0,126.....1,026

08/01......-0,284....0,108.....0,994

Itália

11/01.....-0,014.....0,560....1,560

08/01.....-0,011.....0,547....1,527

Espanha

11/01.....-0,012......0,631....1,750

08/01.....-0,006......0,621....1,706

Fonte: Bloomberg Valores de 'bid' (juros exigidos pelos investidores para comprarem dívida) que compara com fecho da última sessão.

Lusa

  • Obras no Miradouro de São de Pedro de Alcântara não foram a concurso
    2:50

    País

    As obras no Miradouro de São Pedro de Alcântara, em Lisboa, arrancaram esta segunda-feira. A intervenção foi adjudicada à construtora Teixeira Duarte sem concurso público. A autarquia justifica esta decisão com o caráter urgente da obra, argumento que não consta do relatório do Laboratório Nacional de Engenheria Civil, a que a SIC teve acesso.

  • Rajadas de vento em Moscovo atingem os 110 km/hora
    0:57

    Mundo

    A passagem de uma tempestade por Moscovo fez pelo menos 11 mortos e mais de 50 feridos. Os ventos fortes, que chegaram aos 110 km/hora, destruíram carros e telhados e provocaram atrasos nos transportes. Na região de Stavropol, mais de 60 mil pessoas foram retiradas de casa por perigo de cheias.