sicnot

Perfil

Economia

Airbus superou a Boeing em encomendas no ano passado

A europeia Airbus recebeu no ano passado encomendas para 1.036 aviões por um preço de catálogo de 153.800 milhões de euros, superando pelo quarto ano consecutivo a sua rival norte-americana Boeing, mas com valores inferiores a 2014.

Um Airbus A380 numa demonstração no Aeroporto Le Bourget, em Paris, a 15 de junho de 2015. À direita uma bandeira da rival norte-americana Boeing.

Um Airbus A380 numa demonstração no Aeroporto Le Bourget, em Paris, a 15 de junho de 2015. À direita uma bandeira da rival norte-americana Boeing.

© Pascal Rossignol / Reuters (Arquivo)

A Airbus, que apresentou hoje os seus resultados comerciais de 2015, aumentou as suas entregas de aeronaves e conseguiu um novo recorde com 635 unidades - no valor de 84.500 milhões de euros -, ainda que, neste caso, tenha ficado atrás da Boeing, que entregou aos seus clientes 762 aviões.

O grupo europeu cumpriu o seu objetivo em termos de entregas aos clientes depois de já ter batido o seu anterior recorde em 2014, ano em que entregou 629 aeronaves.

Dos 635 aviões entregues no ano passado, 491 corresponderam à família A320, de um só andar, a que se juntaram 103 de duplo andar da família dos A330, 27 do modelo A380 e 14 do novo modelo de longo alcance e capacidade média, os A350.

No que se refere a pedidos de encomenda, em 2015 a Airbus recebeu 1.036 pedidos, no valor de 153.800 milhões de euros, abaixo dos 1.456 de 2014.

Em qualquer dos casos, estes resultados permitiram elevar a sua carteira global de pedidos até 6.787 aviões, num valor de catálogo de 918.600 milhões de euros.

Este resultado comercial e industrial "prova de forma inequívoca que a procura global para os nossos aviões manteve-se resistente", afirmou o presidente do construtor aeronáutico, Fabrice Brégier.

O responsável acrescentou que em 2015 a Airbus "também assentou fundações firmes para o futuro ao aumentar a sua capacidade e variedade de aviões".

Fabrice Brégier assinalou igualmente que a Airbus inaugurou em setembro passado a sua primeira fábrica de assemblagem de aviões nos Estados Unidos, perto do Golfo de México, no Alabama, de onde sairão da sua cadeia de montagem entre 40 e 50 unidades da família A320 a partir de 2018.

Lusa

  • Chamas passaram por cima da A23
    1:06

    País

    A A23 esteve cortada ao longo do dia por causa do fumo e das chamas. Em direto para a SIC Notícias, perto das 18h30, os repórteres da SIC presenciaram o momento em que o fogo passou por cima da autoestrada da Beira Interior.

  • "Só numa ditadura é possível tentar esconder o número de vítimas"
    0:51

    Tragédia em Pedrógão Grande

    O primeiro-ministro diz que é "lamentável" a tentativa de aproveitamento político à volta dos incêndios. António Costa esteve esta quarta-feira à tarde na Autoridade Nacional de Proteção Civil e, no final do briefing, disse que é preciso confiança nas instituições do Estado. O primeiro-ministro deixou ainda muitas críticas à oposição no caso da lista de vítimas de Pedrógão Grande.

  • E os 10 mais ricos de Portugal são...

    Economia

    A família Amorim lidera a lista dos mais ricos do país, com uma fortuna avaliada em 3840 milhões de euros. Em segundo lugar surge Alexandre Soares dos Santos com 2532 milhões de euros. A família Guimarães de Mello ainda entra para o top 3, com um valor de 1471 milhões de euros. A lista foi elaborada pela revista EXAME, que conclui que os ricos estão ainda mais ricos, pela quarta vez consecutiva.

    Bárbara Ferreira