sicnot

Perfil

Economia

Presidente da OPEP pede reunião extraordinária sobre queda dos preços do petróleo

O presidente da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP), Emmanuel Ibe Kachikwu, defendeu hoje a realização de uma reunião extraordinária do organismo "no início de março" para avaliar a queda dos preços do petróleo.

Emmanuel Ibe Kachikwu, presidente da OPEP e ministro de Estado para os Recursos Petrolíferos da Nigéria.

Emmanuel Ibe Kachikwu, presidente da OPEP e ministro de Estado para os Recursos Petrolíferos da Nigéria.

© Heinz-Peter Bader / Reuters (Arquivo)

Emmanuel Ibe Kachikwu, também ministro de Estado para os Recursos Petrolíferos da Nigéria, defendeu ser necessária uma reunião extraordinária sobre os preços do crude, que caíram para o nível mais baixo em 12 anos, durante uma conferência em Abu Dhabi.

O barril de referência da OPEP cotou-se na quarta-feira a 29,71 dólares, abaixo dos 30 dólares pela primeira vez desde 5 de abril de 2004.

Esse barril baseia-se numa mistura de 12 qualidades de petróleo dos Estados-membros da OPEP e é um valor nominal, ou seja, não inclui a inflação.

"Nós dissemos que se [o preço] atingisse 35 [dólares por barril] iríamos começar a olhar (...) para uma reunião extraordinária", disse Kachikwu, sublinhando que os preços atingiram níveis que carecem de um encontro da OPEP.

A queda dos preços do petróleo agudizou-se desde o princípio de dezembro de 2015, depois de os ministros da OPEP não terem conseguido chegar a um acordo em relação a um 'plafond' conjunto de produção, apesar do excesso de oferta no mercado.

Este excesso de oferta de petróleo ocorre numa altura em que os países emergentes, especialmente a China, reduziram as estimativas de crescimento económico e de consumo de energia.

Neste contexto, analistas de alguns bancos de investimento, como o Goldman Sachs, não afastam a hipótese de que a atual tendência possa afundar a cotação do petróleo até aos 20 dólares.

Lusa

  • Mário Centeno lidera hoje a primeira reunião do Eurogrupo
    1:56
  • Eleição de Rio "embaraça" PCP e BE
    0:34

    Opinião

    Luís Marques Mendes considera que a eleição de Rui Rio veio criar embaraço ao PCP e Bloco de Esquerda. O comentador da SIC considera que a promessa de que venha a haver pactos de regime entre PS e PSD é motivo de preocupação para os parceiros do Governo.

  • Quem são os arguidos da operação Fizz
    2:29

    País

    É já considerado o julgamento do ano da justiça portuguesa e o caso que está a abalar as relações entre Portugal e Angola. O processo da operação Fizz tem quatro arguidos, mas um deles, já é certo, não irá sentar-se esta segunda-feira no banco dos réus.

  • Que shutdown é este que paralisou os EUA?
    2:27
  • Casal que mantinha filhos acorrentados queria participar num reality show
    3:15
  • Quase 100 atletas testemunharam contra médico Larry Nassar
    1:38

    Desporto

    Quase 100 atletas e antigas ginastas da seleção dos Estados Unidos da América confrontaram esta semana, em tribunal, o médico Larry Nassar, acusado de assédio sexual. Em dezembro, o clínico foi condenado a 60 anos de prisão por um tribunal do Michigan, por posse de pornografia infantil.