sicnot

Perfil

Economia

Costa vai a Bruxelas pedir redução do défice a ritmo mais lento

Sob pressão do Orçamento do Estado, o Governo de António Costa vai a Bruxelas pedir mais tempo para cortar mais no défice. Segundo o Diário de Notícias de hoje, Portugal vai invocar os incumprimentos da Alemanha e da França que nos anos 2000 conseguiram suspender a aplicação do Pacto de Estabilidade para agora pedir que a Comissão Europeia aceite as novas metas do Executivo português.

ETIENNE LAURENT/ EPA (Arquivo)

António Costa quer que Bruxelas aceite um défice de 3% em 2015 e 2,8% este ano, contra os 2,7% do anterior governo para 2015 e 1,8% para 2016.

Como os 3% são o limite para entrar em incumprimento e Portugal já o superou em 2014, Portugal deverá pedir para cortar mais no défice, mas a ritmo mais lento.

Pelo contrário, e segundo o Económico de hoje, Bruxelas quer um ajustamento orçamental superior ao que o Governo tinha previsto e a pressão subiu de tom depois de conhecidas as intenções do Executivo e os problemas no Banif.

  • Tiroteio no Mississipi provoca oito mortos
    1:23

    Mundo

    Oito pessoas morreram, incluindo um polícia, depois de um tiroteio no estado norte-americano do Mississipi, nos Estados Unidos da América. O suspeito, um homem de 36 anos, já foi detido, mas as autoridades dizem que ainda é cedo para saber os motivos.

  • Milhares de brasileiros protestam na Praia de Copacabana contra Temer
    3:04
  • Portugal vai voltar a poder levantar a voz em Bruxelas
    1:40
  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Polícia usa gás lacrimogéneo para dispersar manifestantes contra cimeira do G7
    2:28

    Mundo

    A cimeira do G7 terminou este sábado com confrontos entre manifestantes e a polícia na ilha italiana da Sicília e sem o compromisso de Donald Trump sobre o Acordo de Paris para a redução de emissões de dióxido de carbono. O Presidente dos EUA fez saber na rede social Twitter que vai tomar a decisão final durante a próxima semana.