sicnot

Perfil

Economia

Redução do IVA levará mais empresas de restauração a contratar

Mais de dois terços das empresas de restauração e hotelaria portuguesas estão disponíveis para contratar mais trabalhadores com a reposição do IVA a 13%, segundo um inquérito da Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP) divulgado hoje.

No final de 2015, a AHRESP promoveu um inquérito junto de cerca de 700 empresas um pouco por todo o país (norte, sul e ilhas) para perceber as implicações que o Programa de Ajustamento Económico e Financeiro teve no setor entre 2012 e 2015 e quais as principais medidas que poderiam ser tomadas com a reposição do Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA) a 13% no setor já este ano.

"Com a reposição do IVA nos serviços de alimentação e bebidas a 13% em 2016, 77% das empresas pretendem criar postos de trabalho", disse à agência Lusa o diretor de Departamento de Investigação, Planeamento e Estudos da AHRESP, Pedro Carvalho.

Isto porque, entre 2012 e 2015, "com o aumento brutal da carga fiscal, perto de 60% das empresas teve de dispensar trabalhadores", num período que a AHRESP chama de "tempestade perfeita" para o setor.

Por outro lado, disse Pedro Carvalho, "a reposição do IVA vai servir para que as empresas concretizem novos investimentos nos seus negócios", sendo que 79,3% dos inquiridos pretende apostar na remodelação do espaço e 40,8% em novos produtos.

"Complementarmente, a maioria dos inquiridos pretende também que, com esta reposição do IVA e alívio da carga fiscal, melhorar os salários e as condições de trabalho atuais".

Questionado sobre se a criação de emprego prevista compensará a perda de postos de trabalho no setor, que, segundo números do Instituto Nacional de Estatística (INE) citados pela associação, terá perdido 53.000 postos de trabalho apenas no primeiro semestre de 2015, Pedro Carvalho disse que serão "criados milhares de postos de trabalho".

E, nesse sentido, a AHRESP acredita que "haverá uma compensação do que poderá ser a perda direta de receita de IVA", assegurou o diretor de estudos.

A descida de 23% para 13% do IVA da restauração poderá significar uma perda de receita de 330 milhões de euros este ano, "com impacto de 210 milhões de euros no défice", segundo o cenário macroeconómico do PS, liderado por Mário Centeno, agora ministro das Finanças, e que serviu de base ao programa eleitoral socialista.

Ora, explica Pedro Carvalho, em causa está o aumento das receitas do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Singulares (IRS) e da Taxa Social Única, decorrente de mais trabalhadores, mas também do Imposto sobre o Rendimento de Pessoas Coletivas (IRC), através de "uma melhor performance" do setor", e da redução da despesa com subsídio de desemprego paga a ex-trabalhadores do setor.

Lusa

  • Encontrado corpo de mariscador desaparecido no Barreiro

    País

    O corpo do homem com cerca de 50 anos apareceu esta manhã junto ao Clube Naval do Barreiro, na mesma zona onde tinha desaparecido na noite deste sábado. A informação já foi confirmada à SIC pela Polícia Marítima, que adiantou que o corpo já foi levado para a morgue. O alerta foi dado por volta das 22:30 de ontem pelos companheiros de nacionalidade chinesa que estavam com a vítima na apanha de bivalves na margem sul do Tejo.

  • IPSS despejada nos Açores
    2:25

    País

    A IPSS Aurora Social, de Ponta Delgada, nos Açores, foi notificada pelo tribunal a abandonar a cozinha onde, há mais de 20 anos, fornece comida a quem mais precisa. A decisão judicial partiu de uma queixa dos moradores e põe em causa os postos de trabalho de 13 funcionárias, a maioria com deficiência. Há dois anos que a secretaria regional de solidariedade social dos Açores tenta encontrar uma alternativa à cozinha, que tem licença da câmara.

  • Pais revoltados com transporte de crianças do Mogadouro
    4:14

    País

    Os pais dos alunos de algumas aldeias de Mogadouro estão preocupados com a falta de segurança do transporte dos filhos para a escola, na sede de concelho.Os pais contestam o autocarro degradado, que avaria com frequência, e a falta de cintos de segurança em percursos rurais com dezenas de quilómetros.

  • Quer conhecer os cães mais feios do mundo?
    1:15
  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.