sicnot

Perfil

Economia

SATA cancela voo entre Terceira e São Jorge

A transportadora aérea SATA cancelou hoje um voo entre as ilhas Terceira e São Jorge, nos Açores, devido ao mau tempo que assola o arquipélago, deixando em terra 115 passageiros, informou o porta-voz da companhia.

"Os aviões [A310] estão absolutamente obsoletos. Eu como passageiro não entrava num avião da SATA. O que é dado a ver ao passageiro não tem condições nem conforto em comparação com o que a nossa concorrência oferece", afirmou Luís Miguel Sancho. (Arquivo)

"Os aviões [A310] estão absolutamente obsoletos. Eu como passageiro não entrava num avião da SATA. O que é dado a ver ao passageiro não tem condições nem conforto em comparação com o que a nossa concorrência oferece", afirmou Luís Miguel Sancho. (Arquivo)

"Cancelámos hoje um voo Terceira-São Jorge-Terceira, afetando no total 115 passageiros", afirmou à Lusa António Portugal, acrescentando que "estes passageiros serão reacomodados em voos programados para quinta-feira".

Ao nível marítimo continuam encerrados a toda a navegação dois portos nos Açores, o porto da Casa, na ilha do Corvo, e o porto de Santa Cruz, na ilha das Flores.

O comandante do porto da Horta, Diogo Vieira Branco, disse hoje à Lusa que "não há previsão" de quando estas duas infraestruturas portuárias poderão reabrir à navegação, pois tal "está dependente da evolução das condições meteorológicas".

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) emitiu hoje um aviso amarelo para o grupo oriental dos Açores devido à previsão de chuva forte a partir das 00:00 locais de quinta-feira (mais uma hora em Lisboa).

Segundo o IPMA, a permanência de uma superfície frontal com ondulações, associada a uma depressão em fase de cavamento a sul do arquipélago, sobre o grupo oriental (São Miguel e Santa Maria), provocará precipitação pontualmente forte, especialmente na costa leste das ilhas.

Assim, São Miguel e Santa Maria vão estar sob aviso amarelo meteorológico entre as 00:00 e as 21:00 de quinta-feira.

O aviso amarelo é o terceiro mais grave numa escala de quatro níveis e aplica-se a situações de risco para determinadas atividades dependentes das condições meteorológicas.

Face a estas previsões meteorológicas, o Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores emitiu um aviso a recomendar "a adoção de comportamentos adequados" e "medidas de autoproteção", sobretudo nas zonas mais vulneráveis.

Garantir a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas e retirar inertes e outros objetos que possam ser arrastados ou criem obstáculos ao livre escoamento são algumas das recomendações a ter em conta.

Contactado pela Lusa, fonte do Serviço Regional de Proteção Civil e Bombeiros dos Açores informou que até ao momento não houve registo de nenhuma ocorrência em nenhuma das nove ilhas açorianas.

Lusa

  • Está uma baleia no Cais do Sodré, em Lisboa

    País

    A capitania do Porto de Lisboa confirma a notícia. O cetáceo, um cachalote pigmeu com cerca de dois metros, está morto. Encontra-se encalhado junto à marge norte do Rio Tejo. A situação está a ser acompanhada pelas autoridades.

    Última Hora

  • Rúben Lima nega crimes de corrupção no processo Cashball
    6:04

    Desporto

    Rúben Lima, um dos oito jogadores suspeitos de terem sido aliciados por intermediários ao serviço do Sporting para beneficiar o clube de Alvalade, nega todos os crimes investigados pela Polícia Judiciária. Numa entrevista exclusiva à SIC, o jogador do Moreirense garante que não conhece nenhum dos quatro arguidos detidos no âmbito do processo Cashball.

    Exclusivo SIC

  • Partido Podemos com votação inédita em Espanha
    1:32

    Mundo

    Há uma votação inédita em Espanha. O Podemos começou esta terça-feira a decidir a continuidade do líder do partido, depois de Pablo Iglesias e a companheira terem comprado uma casa de 600 mil euros.

  • 14 sacerdotes suspensos por abusos sexuais no Chile

    Mundo

    A diocese da cidade chilena de Rancagua anunciou na terça-feira a suspensão de 14 sacerdotes implicados num novo escândalo de abusos sexuais sobre jovens e menores. Todos eles pertenciam a um grupo de se autointitulou de "La Familia", segundo a investigação jornalística.