sicnot

Perfil

Economia

ANTRAL discorda de propostas da Câmara de Lisboa para a Segunda Circular

A Associação Nacional dos Transportadores Rodoviários em Automóveis Ligeiros (ANTRAL) manifestou hoje a sua posição desfavorável quanto a várias propostas pela Câmara de Lisboa para a Segunda Circular, por considerar que vão "agravar os pontos negativos" daquela via.

Lusa

Lusa

LUSA

Em comunicado, a ANTRAL, que representa os taxistas, revela que não reconhece os benefícios de medidas previstas aos níveis de "segurança, flexibilidade da circulação e impacto ambiental", referindo-se em particular ao alargamento do separador central, à redução da largura das vias e à plantação de milhares de árvores na zona envolvente.

"Antes pelo contrário, virão reduzir a sua capacidade, a flexibilidade existente e contribuir para demorar, ainda mais, a circulação, agravando os pontos negativos", apontam.

A ANTRAL descreve a Segunda Circular como uma via "congestionada quase na totalidade do dia", com "elevados índices de poluição", que está "constantemente em mau estado de conservação", "sem sinalização adequada" e "onde não é possível respeitar os transportes públicos".

A associação sublinha que "mais grave ainda" é o facto de o projeto -- em consulta pública até 29 de janeiro - obrigar o trânsito a ir para outras vias, como a Avenida Infante D. Henrique, e a "desembocar no estrangulamento inultrapassável da baixa de Lisboa".

"Aliás, o projeto não evidencia em que medida o transporte público, versus particular, sairá a beneficiar com implantações de efeito visual evidente", acrescentam.

No entanto, merecem a aprovação da ANTRAL a repavimentação da via e as medidas para "melhor drenagem e melhor sinalização".

A proposta da Câmara de Lisboa, de maioria socialista, visa diminuir o tráfego de atravessamento na Segunda Circular através da reformulação de alguns acessos e dos nós de acesso ao IC19 (itinerário complementar) e à A1 (autoestrada), encaminhando o trânsito para a CRIL (Circular Regional Interior de Lisboa).

Prevê-se também a redução da largura das vias, a montagem de barreiras acústicas, a reabilitação da drenagem e do piso, a renovação da iluminação pública e da sinalética e a diminuição da velocidade, de 80 para 60 quilómetros/hora.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.