sicnot

Perfil

Economia

Portugal vai ao mercado na próxima semana para arrecadar até 1.500 M€

Portugal pretende arrecadar até 1.500 milhões de euros através de dois leilões de Bilhetes de Tesouro (BT) na quarta-feira, a seis meses e a um ano, disse hoje a Agência de Gestão da Tesouraria e da Dívida Pública (IGCP).

Reuters

Reuters

© Leonhard Foeger / Reuters

O IGCP anunciou hoje que realiza no dia 20 dois leilões das linhas de Bilhetes de Tesouro que vencem a 20 de junho de 2016 e a 20 de janeiro de 2017 e com montante indicativo global entre 1.250 milhões de euros e 1.500 milhões de euros.

Na semana passada, a agência liderada por Cristina Casalinho divulgou o programa de financiamento para 2016, indicando que pretende manter a realização mensal de leilões de Bilhetes de Tesouro, sendo que o montante indicativo dos leilões "continuará a ser anunciado ao mercado através de um intervalo".

O IGCP prevê emitir entre 3.000 e 3.750 milhões de euros em BT entre janeiro e março, através de seis leilões de dívida entre os seis e os 12 meses.

No último leilão de BT a um ano, que ocorreu a 18 de novembro de 2015, o IGCP conseguiu emitir 1.100 milhões de euros a uma taxa negativa de 0,006%, inferior à de 0,051% praticada no anterior leilão comparável de 16 de setembro.

No leilão comparável seis meses, que ocorreu no mesmo dia, Portugal conseguiu arrecadar 400 milhões de euros, também a uma taxa negativa, de -0,018%, abaixo da do anterior leilão comparável, de 0,006%, de 16 de setembro.

Lusa

  • Daesh transforma drones em bombardeiros 

    Daesh

    As estratégias de combate do Daesh têm vindo a sofrer alterações, bem como a capacidade das forças militares iraquianas para confrontar e derrotar o inimigo. De acordo com o responsável do Exército dos EUA Brett Sylvia, comandante militar no Iraque, a tática mais recente desenvolvida pelo Daesh consiste em usar drones de uso comercial em pequenos bombardeiros, capazes de transportar e lançar granadas.

  • PSD e CDS têm caminhos diferentes
    1:22

    País

    Assunção Cristas já respondeu a Pedro Passos Coelho, depois de o líder do PSD ter recusado apoiar a candidatura da líder do CDS à Câmara de Lisboa. Cristas diz que os dois partidos têm caminhos diferentes. O PSD continua sem apresentar candidato. Contudo, Marques Mendes revelou que Passos Coelho convidou José Eduardo Moniz a candidatar-se à Câmara de Lisboa.