sicnot

Perfil

Economia

Associação Empresarial Portuguesa diz que fim de sanções ao Irão abre oportunidades

A Associação Empresarial Portuguesa (AEP) congratulou-se hoje com o fim das sanções ao Irão, que considera ser "um mercado promissor para as empresas portuguesas", convidando-as a "aproveitar as oportunidades que se abrem" agora.

Reuters

Em comunicado, o presidente da AEP, Paulo Nunes de Almeida, congratula-se com o fim definitivo do embargo ao Irão, felicitando as autoridades da República Islâmica do Irão, da União Europeia e dos Estados Unidos da América, pelo "impulso que deram ao livre comércio internacional".

"Com o efetivo levantamento de todos os obstáculos que se colocavam ao relacionamento comercial com o Irão, as empresas portuguesas devem encarar aquele país como um promissor mercado, cujo espetro económico supera em muito os cerca de 80 milhões de habitantes do país", afirma o presidente da AEP.

Lembrando que "nunca deixou de manter" um relacionamento com o país, a associação organizou duas ações de promoção extra no Irão, a realizar este ano, no âmbito do programa de internacionalização 'Business in the way': a primeira, com a deslocação da associação a Teerão, em fevereiro, entre os dias 19 e 24, e a segunda, em abril, nos dias 24 a 27, onde representará Portugal na feira de construção 'Project Iran' ('Projeto Irão'), que decorrerá na capital iraniana.

"Incentivamos, desde já, as empresas portuguesas, interessadas em aproveitar as oportunidades que se abrem com o levantamento internacional das sanções ao Irão, a juntarem-se a nós", afirma a associação.

O Conselho de Segurança da ONU levantou, no sábado, as sanções ao país, depois de a Agência Internacional de Energia Atómica (AIEA) ter confirmado que as autoridades iranianas cumpriram todas as exigências para iniciar o acordo nuclear internacional.

No mesmo dia, os Estados Unidos e a União Europeia decidiram levantar as sanções económicas e financeiras aplicadas ao Irão, entrando em vigor o acordo nuclear assinado em julho, em Viena.

Lusa

  • Zeca Afonso morreu há 30 anos
    1:11
  • Mariana Mortágua acusa Governo anterior de deixar escapar milhões para offshores
    1:39

    Opinião

    Mariana Mortágua e Adolfo Mesquita estiveram na Edição da Noite da SIC Notícias para mais um Esquerda Direita. Mariana Mortágua acusou o Governo anterior de, por opção ou negligência, ter deixado escapar 10 mil milhões de euros para offshores. Já Adolfo Mesquita Nunes, do CDS-PP, desvalorizou o assunto afirmando que serve apenas para desviar as atenções da questão da Caixa Geral de Depósitos

  • Compensa comprar a granel?
    8:39
  • Técnica de defesa contra aperto de mão de Donald Trump
    1:39
  • Vídeo mostra aterragem de Harrison Ford que quase causou um desastre

    Mundo

    Harrison Ford quase provocou um grave acidente quando, ao pilotar um dos seus aviões, falhou a pista de aterragem e esteve muito perto de chocar contra um um Boeing 737, com mais de 100 pessoas a bordo. O incidente com o ator norte-americano, considerado um piloto experiente, aconteceu na passada segunda-feira, dia 13, no Condado de Orange, na Califórnia, e o momento foi captado em vídeo.

  • Descoberta nova espécie de primatas em Angola

    Mundo

    Uma equipa britânica de cientistas descobriu uma nova espécie de galagos anões, um primata pertencente à família dos galonídeos - comum na África subsariana -, na floresta ameaçada da Kumbira, localizada na província do Cuanza Sul, noroeste de Angola.

  • Vestidos da princesa Diana em exposição
    1:29

    Mundo

    As roupas mais emblemáticas da princesa Diana vão estar em exposição no Palácio de Kensington, em Londres, a partir de sexta-feira. O objetivo é mostrar a evolução do estilo da princesa de Gales, considerada um dos maiores ícones de moda de sempre.