sicnot

Perfil

Economia

Governo garante que não altera regras de cálculo das pensões já atribuídas

O Governo garante que não vai alterar as regras de cálculo das reformas e pensões já atribuídas a título definitivo e prevê reavaliar o fator de sustentabilidade, considerando as mudanças do mercado de trabalho e a evolução demográfica.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

De acordo com a proposta das Grandes Opções do Plano (GOP) 2016-2019, que o Governo enviou ao Conselho Económico e Social (CES) e à qual a Lusa teve acesso, o executivo quer "reforçar a sustentabilidade, a equidade e a eficácia redistributiva do sistema" de Segurança Social.

Nesse sentido, e para garantir a melhoria das condições de sustentabilidade (financeira, económica e social) do sistema, deve ser tido em conta "a idade da reforma e a esperança de vida, a evolução demográfica do país, as mudanças no mercado laboral, a taxa de substituição do rendimento, bem como a eficácia dos sistemas contributivos em termos de equidade e de combate à evasão e à fraude".

Para tal, o Governo propõe-se, durante a legislatura, a "estudar o reforço do financiamento e da sustentabilidade da Segurança Social, através da diversificação das suas fontes de financiamento" e a "garantir a não alteração das regras de cálculo das prestações já atribuídas a título definitivo", ao contrário do que aconteceu com o anterior executivo.

O Governo quer também reavaliar o fator de sustentabilidade "face às alterações ocorridas, quer de contexto, quer legislativas", bem como "as isenções e reduções da taxa contributiva para a Segurança Social".

Estas recomendações surgem num capítulo das GOP intitulado "Garantir a sustentabilidade da Segurança Social", no qual o executivo propõe também uma gestão sustentável e transparente do sistema mediante uma "avaliação rigorosa", ou seja, o executivo quer "simplificar, aproximar e facilitar o acesso dos cidadãos à informação".

Neste âmbito, o Governo irá avaliar "com rigor a evolução do sistema de Segurança Social nos últimos anos, o impacto das medidas tomadas e os efeitos da crise económica nos equilíbrios financeiros dos sistemas de pensões, bem como os novos desafios decorrentes das transformações demográficas e do mercado de trabalho".

Serão ainda promovidos "estudos transparentes" e criado um sistema de estatísticas da Segurança Social. O Governo quer também "promover uma gestão pública cuidada e criteriosa do Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social, bem como o seu reforço".

É igualmente proposta a convergência entre a Caixa Geral de Aposentações (CGA) e o Regime Geral de Segurança Social (RGSS), garantindo a "harmonização progressiva dos diferentes regimes no que concerne à formação e às regras de cálculo das pensões, de forma a assegurar um tratamento mais igual e a eliminar as discrepâncias que ainda subsistem".

Lusa

  • Mudanças fiscais e na função pública em 2016
    2:32

    Economia

    Os funcionários públicos vão receber no próximo ano o dinheiro dos cortes salariais do período da troika e vão trabalhar apenas 35 horas por semana. As pensões mais baixas vão aumentar e o salário mínimo nacional sobe para 530 euros, já em Janeiro. Numa rápida volta por Lisboa, vamos tentar perceber o que vai mudar na vida dos portugueses.

  • Marcelo rejeita alimentar polémicas sobre alegadas contradições
    1:55

    Presidenciais 2016

    Marcelo Rebelo de Sousa foi acusado de ter mentido no debate desta segunda-feira à noite, na SIC Notícias. A candidata Marisa Matias garantiu que o antigo comentador da TVI defendeu, em 2012, que os cortes de salários e pensões eram constitucionais. Marcelo desmentiu e já esta terça-feira disse não querer alimentar polémicas, depois de o Bloco de Esquerda ter divulgado um vídeo a mostrar aparentes contradições.

  • Para onde vai a sociedade?
    5:35

    15 Anos SIC Notícias

    Nos 15 anos da SIC Notícias que hoje se completam, olhamos sobretudo para o futuro. E fazemos perguntas, o exercício essencial do jornalismo. O que seremos daqui a outros 15 anos? Que sociedade espera os mais velhos e os nosso filhos? Que qualidade de vida conseguiremos garantir com os salários e pensões a descer? Como se viverá nas cidades?E quantas aldeias mais vão ficar desertas? Neste exercício de olhar para o futuro, partimos do passado e do presente de uma típica família portuguesa.

  • Fuga de ácido em camião corta EN1 em Gaia

    País

    Uma fuga de gás clorídrico do contentor de um camião que circulava na zona de Pedroso em Vila Nova de Gaia obrigou ao corte do trânsito na EN 1, no sentido Norte/Sul.

    Em desenvolvimento

  • Polémica sobre offshore intensifica guerra de palavras entre PSD e Governo
    2:39
  • DGO divulga hoje execução orçamental de janeiro

    Economia

    A Direção-Geral do Orçamento (DGO) divulga hoje a síntese de execução orçamental em contas públicas de janeiro, sendo que o Governo estima reduzir o défice para 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em contabilidade nacional em 2017.

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.