sicnot

Perfil

Economia

Trabalhadores da Autoeuropa regressam quarta-feira ao trabalho

Os trabalhadores da Autoeuropa regressam quarta-feira ao trabalho após um período de suspensão da produção que teve início a 11 de dezembro e que foi mais prolongado do que o habitual devido às obras de adaptação a uma nova plataforma de produção.

(Arquivo)

(Arquivo)

SIC

Segundo revelou à Lusa fonte da empresa, os trabalhadores regressam ao trabalho já na quarta-feira, mas o primeiro carro só sai da produção quinta-feira, dia 21 janeiro, pelo que a data do reinício da atividade da fábrica, em termos de produção, é o dia 21 de janeiro.

A fábrica de automóveis de Palmela escapou aos cortes nos investimentos provocados pelas dificuldades da Volkswagen devido a crise originada pela utilização de um dispositivo fraudulento para reduzir as emissões de gases durante os testes de medição dos níveis de poluição dos carros.

O grupo alemão suspendeu alguns investimentos que tinha em curso em várias fábricas, mas manteve o investimento previsto para a Autoeuropa, de cerca de 677 milhões de euros, em que estava incluída a adaptação a uma nova plataforma de produção na unidade de Palmela.

De acordo com as estimativas anunciadas pelos responsáveis da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) na assinatura do contrato com a Autoeuropa, este investimento deverá permitir a criação de 500 novos postos de trabalho na fábrica de Palmela e um aumento significativo das exportações.

A fábrica de automóveis da Autoeuropa só deverá começar a produzir um novo modelo a partir do segundo semestre de 2017.

Lusa

  • Quando se confunde o pedal do travão com o acelerador
    0:38

    Mundo

    Na China, chegam imagens de um acidente fora do normal. Um homem parou o carro e saiu para cumprimentar um amigo. Enquanto conversavam, a viatura começou a descair lentamente. O condutor correu de imediato para o carro. Com as mãos já no volante, tentou evitar o pior mas em vez de carregar no travão, carregou no acelerador.

  • Parkinson pode ter início nos intestinos

    Mundo

    Um novo estudo científico vem revelar que a doença de Parkinson pode não estar apenas no cérebro. A doença pode ter início nos intestinos e mais tarde migrar para o cérebro.