sicnot

Perfil

Economia

Lucros do Goldman Sachs em 2015 descem devido a multas

O banco Goldman Sachs registou uma descida dos seus lucros em 2015 devido às multas que teve de pagar para resolver questões judiciais na sequência de práticas anteriores, indicam os resultados divulgados hoje.

Reuters

Reuters

© Lucas Jackson / Reuters

Em todo o ano de 2015, o Goldman Sachs teve um lucro de 5,6 mil milhões de dólares, uma redução de 31% em relação ao ano anterior.

Os lucros registados no quarto trimestre do ano também caíram para 574 milhões de dólares.

Na passada quinta-feira o Goldman Sachs anunciou que chegou a um acordo de princípio com as autoridades norte-americanas para pagar 5,06 mil milhões de dólares de forma a resolver um litígio no imobiliário que remonta à crise financeira de 2008.

O banco dirigido por Lloyd Blankfein foi posto em causa pela venda entre 2005 e 2007 de uma carteira de empréstimos imobiliários para aquisição de habitação titularizados, isto é, convertidos em produtos financeiros que provocaram perdas abissais aos compradores finais.

Lusa

  • Os apelos de Marcelo para a reforma do Estado
    1:36

    País

    O Presidente da República lamentou este sábado que o consenso para uma reforma do Estado seja um sonho adiado. No enceramento do congresso "Portugal no Futuro", Marcelo Rebelo de Sousa apelou a entendimentos em áreas estratégicas e defendeu que é preciso passar as palavras à ação, o quanto antes.

    Débora Henriques

  • Tragédia de Vila Nova da Rainha foi há uma semana
    7:18
  • Escutas da Operação Marquês "não podem servir de prova"
    1:36

    Operação Marquês

    As defesas de José Sócrates e de Ricardo Salgado queixam-se que as escutas do processo Marquês estão infetadas por um vírus informático. Os advogados dizem que tal como estão as escutas não podem servir de prova. No entanto, o Ministério Público diz que estão reunidas as condições para começar a contar o prazo para a abertura de instrução.

    Luís Garriapa

  • Saco azul do BES pagou a 106 pessoas e 96 avenças ocultas
    2:21

    Economia

    Pelo menos 106 pessoas receberam dinheiro da Espírito Santo Enterprises, a companhia offshore criada nas Ilhas Virgens Britânicas e que terá funcionado como um gigantesco saco azul do Grupo Espírito Santo. O jornal Expresso revelou os primeiros vinte nomes da lista, entre os quais estão Zeinal Bava, antigo CEO da PT, e Manuel Pinho, ex-ministro da economia do Governo de José Sócrates.

  • Doze meses de polémicas, ameaças e promessas
    3:52