sicnot

Perfil

Economia

China injeta mais 56 mil M€ no sistema financeiro para aumentar liquidez

O Banco do Povo da China (PBOC, banco central) injetou hoje 400 mil milhões de yuan (56 mil milhões de euros) no sistema financeiro do país, na terceira injeção de liquidez consecutiva esta semana.

© Bobby Yip / Reuters

Após efetuar operações semelhantes, fixadas em 83 mil milhões de euros e 20.979 milhões, na terça e na quarta-feira, respetivamente, o banco realizou uma terceira operação, através de acordos de recompra ('repos').

Aquele mecanismo pressupõe a recompra posterior dos títulos vendidos dentro de um prazo estabelecido.

A decisão do PBOC surge após os últimos dados oficiais apontarem para um crescimento do Produto Interno Bruto (PIN) chinês de 6,9% em 2015, o ritmo mais lento dos últimos 25 anos.

A data também coincide com as vésperas das férias do Ano Novo lunar, que este ano começam no dia 8 de fevereiro, a principal festa das famílias chinesas, equivalente ao natal nos países ocidentais e, por isso, marcada pelo aumento do consumo.

Ainda assim, a quantia injetada no sistema financeiro nas vésperas do ano novo chinês supera em muito a do exercício de 2015, que se fixou em 80 mil milhões de yuan.

Lusa

  • Coreia do Norte lança novo míssil balístico

    Mundo

    O Pentágono detetou esta sexta-feira mais um lançamento de um míssil balístico por parte da Coreia do Norte. O primeiro-ministro japonês já confirmou o lançamento, que terá atingido a zona económica exclusiva, no Mar do Japão.

  • Menino perdido na Praia da Luz foi levado à GNR por turista
    1:11

    País

    Um menino inglês, de sete anos, esteve desaparecido na quinta-feira na Praia da Luz, no Algarve, depois de se ter perdido dos pais. A GNR colocou duas equipas de investigação no local, mas ao fim de uma hora e meia o rapaz apareceu na esquadra de Lagos acompanhado por um turista a quem terá pedido ajuda.

  • Mais viagens mas menos turistas de Portugal
    1:22

    País

    Os residentes em Portugal - sejam portugueses ou estrangeiros - realizaram quatro milhões de viagens turísticas, só no primeiro trimestre do ano. Um aumento de mais de 6% nas viagens dentro do país face ao período homólogo e de mais de 15% nas viagens para fora, de avião. O estudo é do INE, o Instituto Nacional de Estatística, que permite fazer o retrato mais claro de quem viaja e porquê.

  • Algarve sozinho gera metade dos bens transacionáveis em Portugal
    4:14

    SIC 25 Anos

    O Algarve quase não tem indústria e os especialistas consideram que é excessivamente dependente do turismo. Ainda assim, sozinho contribui com metade do que Portugal gera em bens transacionáveis. A região tem problemas graves, como a falta de médicos e um custo de vida muito alto, mas continua a atrair a maior parte dos turistas e muitos estrangeiros decidem mesmo escolher a região para viver.