sicnot

Perfil

Economia

Governo quer aumentar imposto de selo em 50% para crédito ao consumo

O Governo pretende aumentar o Imposto de Selo que incide apenas sobre as transações financeiras de crédito ao consumo em 50%, procurando uma "maior contenção ao endividamento das famílias", disse esta sexta-feira o ministro das Finanças, Mário Centeno.

"É uma alteração fiscal que atualiza o valor do imposto específico em 3% e que tem impacto ao longo da cadeia de preços", disse Mário Centeno.

"É uma alteração fiscal que atualiza o valor do imposto específico em 3% e que tem impacto ao longo da cadeia de preços", disse Mário Centeno.

Lusa

"Em relação ao Imposto ao Crédito ao Consumo, trata-se de um agravamento de 50% do Imposto de Selo que incide apenas nas transações financeiras de crédito ao consumo", afirmou Mário Centeno, em conferência de imprensa de apresentação do esboço de Orçamento do Estado para 2016, tendo a medida como objetivo uma "maior contenção de endividamento das famílias".

Além disso, o Governo pretende alterar o Imposto sobre o Tabaco, alterando a "fórmula do que tecnicamente se chama imposto mínimo, que hoje em dia apenas tem impacto numa parcela do imposto, que é cobrado e que passa a incluir também o IVA [Imposto sobre o Valor Acrescentado]", explicou o ministro.

"É uma alteração fiscal que atualiza o valor do imposto específico em 3% e que tem impacto ao longo da cadeia de preços", disse Mário Centeno.

Lusa

  • Quase 200 queixas por dia sobre serviços de saúde em 2017
    1:46

    País

    Foram apresentadas, em 2017, quase 200 queixas por dia sobre o funcionamento dos serviços de saúde públicos e privados. As questões administrativas e os tempos de espera foram as principais razões das mais de 70 mil reclamações recebidas pela Entidade Reguladora da Saúde.

  • Fim de semana com chuva e descida da temperatura

    País

    A chuva regressa hoje a Portugal continental e permanece pelo menos até ao início da semana, prevendo-se ainda uma descida da temperatura máxima entre 04 a 06 graus Celsius, disse à Lusa a meteorologista Cristina Simões.

  • O projeto pioneiro que apoia crianças com doenças incuráveis
    3:30

    País

    A única unidade de cuidados paliativos pediátricos do país situa-se em São Mamede de Infesta. Inaugurado há quase dois anos, pelo Kastelo, há passaram 68 crianças com doenças incuráveis. A instituição lançou agora uma campanha de donativos para construir um parque aquático.