sicnot

Perfil

Economia

Taxa sobre sacos de plástico rende 1,5 M€ em 2015

A taxa sobre os sacos de plásticos rendeu, em 2015, rendeu 1,5 milhões de euros, menos que o previsto pelo governo.

A previsão era que a nova taxa rendesse os 40 milhões de euros mas o encaixe conseguido ficou apenas em 3,75% que o previsto.
A taxa sobre os sacos de plástico foi introduzida pelo executivo de Passos Coelho num projecto de mudanças fiscais a que chamou fiscalidade verde. Não atingiu a meta em termos de dinheiro, mas levou a uma mudança de hábitos, com os consumidores a trazerem os sacos de casa.

  • Estado recebeu até agora 1,6 milhões de euros com taxa dos sacos plásticos

    Economia

    O Estado recebeu até ao momento 1 milhão e 600 mil euros com as taxas sobre os sacos de plástico leves. É o valor pago pelos comerciantes, ainda durante o período de transição, pelos sacos que tinham em stock antes da entrada em vigor da nova lei. O estado espera receber 40 milhões de euros com a medida, mas deve ficar muito abaixo desse montante. De acordo com o jornal Público, o Ministério do Ambiente ainda não quer divulgar quantos sacos taxados a 10 cêntimos foram comprados pelos consumidores, porque ainda não terminou o prazo para as empresas comunicarem esses números. A maior parte dos hipermercados pura e simplesmente deixou de vender os sacos de plástico que são obrigados a pagar imposto.

  • "Nos últimos 14 anos alertámos que este dia iria voltar"
    3:50

    País

    O vice-presidente da Câmara de Mação diz que se sente humilhado com o recurso a meios espanhóis para o combate ao fogo no concelho. Em entrevista à SIC, António Louro, que é também engenheiro florestal, critica os vários governos e afirma que nada disto teria acontecido se tivessem ouvido os apelos desesperados da autarquia depois do incêndio que, em 2003, destruiu grande parte do concelho.

  • Marcelo lembra ditadura para deixar elogios à liberdade de imprensa e separação de poderes
    0:29
  • André Ventura rejeita acusações de xenofobia
    1:27

    País

    O candidato do PSD à Câmara de Loures diz que tocou num tema que as pessoas queriam discutir. Entrevistado na SIC Notícias, André Ventura insiste que as declarações que fez sobre a comunidade cigana não são xenófobas ou racistas.

  • Rajoy nega conhecimento de financiamentos ilegais no PP

    Mundo

    O primeiro-ministro espanhol negou hoje ter conhecimento de um esquema ilegal de financiamento, que envolve vários responsáveis do Partido Popular (PP, direita), que lidera. Durante uma audição no tribunal, Mariano Rajoy garantiu ainda que não aceitou nenhum pagamento ilícito.