sicnot

Perfil

Economia

Sindicatos exigem aumento de salários, pensões e desconto na ADSE

STE, Frente Comum e FESAP esperam que o Orçamento de Estado inclua aumentos, descongelamento de carreiras.

MANUEL DE ALMEIDA

Frente Comum quer aumento de salários e redução de 2% do desconto para ADSE

A Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública quer que o próximo Orçamento do Estado (OE) inclua aumentos de salários e a redução de 2% do desconto para a ADSE.

"São as 35 horas de trabalho semanal, os aumentos de salários e o descongelamento das posições remuneratórias e a redução de 2% do desconto para a ADSE [subsistema de saúde dos funcionários e pensionistas do Estado]", disse Ana Avoila, coordenadora da estrutura afeta à CGTP.

A Frente Comum quer também "a revogação da lei da requalificação/despedimentos" e que o Governo inclua verbas para assegurar os serviços públicos, designadamente na saúde, na educação e na segurança social.

FESAP quer descongelamento das progressões nas carreiras

A FESAP -- Federação dos Sindicatos da Administração Pública quer que o Orçamento do Estado para 2016 (OE2016) descongele as progressões nas carreiras e valorize a segunda posição da tabela remuneratória única.

De acordo com a federação, esta será uma das prioridades a ser incluída no próximo Orçamento, cuja proposta deverá ser entregue na Assembleia da República a 05 de fevereiro.

A proposta da FESAP para valorização da segunda posição remuneratória da tabela remuneratória única é a da atribuição dos 25 euros da diferença para o salário mínimo, "aumentando assim, de forma razoável, a diferença da segunda para a primeira posições e que com o aumento do salário mínimo nacional [para os 530 euros] é agora de apenas 2,08 euros".

A estrutura quer ver ainda concluído o processo legislativo de reposição do horário de trabalho de 35 horas semanais, aplicando-o a todos os trabalhadores que desempenhem funções em organismos públicos, qualquer que seja o seu vínculo à Administração Pública.

STE defende atualização das pensões em pelo menos 1,3%

O Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE) considera que as prioridades do Governo para o Orçamento do Estado (OE) devem incluir a atualização das pensões em pelo menos 1,3% e a revisão do IRS.

Em declarações à agência Lusa, a presidente do STE, Helena Rodrigues, considerou ainda que o Governo "se deve abster de colocar no OE 2016" as normas que proíbem as progressões na carreira, o pagamento do subsídio de Natal em duodécimos e a redução do valor a pagar pelo trabalho suplementar que os trabalhadores são obrigados a realizar.

O STE apresentou recentemente ao Governo, no seu caderno reivindicativo, um conjunto de propostas a ter em conta na elaboração do próximo OE, nomeadamente relativas ao aumento do rendimento das famílias.

A proposta do Orçamento do Estado para 2016 deverá ser entregue na Assembleia da República a 05 de fevereiro, completando a informação até agora conhecida.

  • Ricardo Salgado constituído arguido no processo EDP

    País

    Ricardo Salgado foi constituído arguido no processo EDP. Uma notícia confirmada pela defesa do antigo banqueiro. A defesa de Ricardo Salgado diz ser falsa e despropositada a tese do Ministério Público e nega que o banqueiro tenha participado num suposto ato de corrupção em benefício do GES e da EDP.

  • DJ Avicii morre aos 28 anos

    Cultura

    Tim Bergling, conhecido por Avicii e um dos mais famosos DJ's do mundo, morreu aos 28 anos. A notícia foi avançada pelo site TMZ, que adianta que o DJ e produtor sueco foi encontrado morto esta sexta-feira em Muscat, em Omã, e os detalhes da morte ainda não são conhecidos.

    SIC

  • Avicii tinha deixado os palcos há 2 anos por motivos de saúde
    2:14
  • "Não andámos a tomar calmantes, nem a dar abracinhos"
    0:52

    Desporto

    Rui Vitória recusa atirar a toalha ao chão. O treinador do Benfica acredita que ainda muito pode acontecer e revela a motivação da equipa depois da derrota com o FC Porto na Luz, que levou à perda da liderança a quatro jornadas do fim.

  • Passageiros do voo da Southwest Airlines usaram as máscaras de oxigénio ao contrário

    Mundo

    Uma pessoa morreu e sete outras ficaram feridas esta terça-feira depois de um avião da Southwest Airlines ter aterrado de emergência no aeroporto de Filadélfia, nos Estados Unidos. Ao longo da semana várias pessoas ligadas à aviação fizeram comentários sobre a forma como os passageiros utilizaram as máscaras de oxigénio, como é o caso de Bobby Laurie, um ex-comissário de bordo.

    SIC

  • "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos"

    Cultura

    "Se não querem que vos baixem as calças, não se tornem modelos", esta foi apenas uma das declarações de Karl Lagerfeld sobre as denúncias de abuso sexual, que estão a marcar o mundo do cinema, da música e da moda. Numa entrevista, o diretor criativo da Chanel e da Fendi declarou mesmo que estava farto do #MeToo, o movimento usado para denunciar estes casos de abusos por todo o mundo.

    SIC

  • Portugal compromete-se a enviar profissionais de saúde para África
    2:39
  • EUA acusam Síria de tentar apagar provas de alegado ataque químico em Douma
    1:28
  • Já pode escolher uma morte amiga do ambiente

    Mundo

    Preocupa-se com o ambiente? Recicla? Prefere andar a pé ou partilhar transportes? Então saiba que a partir de agora a morte também pode ser amiga do ambiente. Desde caixões degradáveis de vime a cremação líquida, já é possível diminuir o impacto ambiental da morte.

    SIC

  • Mágico comove audiência do Britain's Got Talent com a história de cancro da mulher e da filha
    5:16