sicnot

Perfil

Economia

Quase 30 mil famílias pediram ajuda ao gabinete de sobre-endividados da Deco

Quase 30 mil famílias portuguesas pediram em 2015 apoio ao gabinete de sobre-endividados da Deco, das quais 13% dizem respeito a penhoras dos rendimentos e dos bens, uma subida face a 2014, anunciou hoje a associação.

(SIC/ Arquivo)

Em declarações hoje à agência Lusa, a coordenadora do Gabinete de Apoio ao Sobre-endividado da Deco (GAS), Natália Nunes, adiantou que no ano passado 29.056 famílias contactaram a associação por causa da sua situação económica difícil, sendo que em 2014 foram 29.000.

"Em 2015 temos, no entanto, de destacar o aumento das penhoras dos rendimentos e dos bens das famílias", explicou, acrescentando que as penhoras representavam 6% das causas para o sobre-endividamento e no ano passado 13%.

"A penhora dos rendimentos e dos bens das famílias decorre muitas vezes das dívidas dos próprios, das dívidas ao fisco, do crédito, mas, sobretudo de dívidas de terceiros, por terem sido fiadores desses devedores", adiantou.

Contudo, segundo Natália Nunes, o desemprego continua a ser a principal causa na origem das dificuldades financeiras das famílias, com 31%, seguido da deterioração das condições laborais, com 27% (sobretudo devido aos cortes nos salários e pensões), e das penhoras (13%).

A mesma responsável adiantou à Lusa que, em 2015, a Deco verificou também um aumento da concessão de crédito aos particulares, nomeadamente no que diz respeito aos contratos de créditos ao consumo e cartões de crédito.

"Em 2008, as famílias tinham em regra sete ou mais créditos, com o desenrolar da crise, o número diminuiu, mas em 2015 verificámos um aumento. Assim, em 2014, as famílias tinham em média quatro créditos e no ano passado cinco", declarou.

No entender de Natália Nunes, esta tendência deverá manter-se no futuro, uma vez que os dados do Banco de Portugal apontam para um aumento do recurso ao crédito.

Segundo a Deco, 66% das famílias que pediram ajuda ao GAS em 2015 já estavam em incumprimento, sendo que em 2014 a média era de 63%.

Natália Nunes indicou também que a maioria dos consumidores sobre-endividados apresenta rendimentos totais do agregado familiar inferiores a dois vencimentos mínimos nacionais (1.010 euros).

"A taxa de esforço máxima recomendada situa-se nos 40%, enquanto a amostra analisada reflete que 77% dos seus rendimentos totais são destinados ao pagamento de prestações mensais de crédito", disse.

Por isso, Natália Nunes, considerou que todas as famílias devem ter uma grande preocupação com a gestão do orçamento familiar.

"Todas as famílias devem fazer o seu orçamento familiar para saberem onde estão a gastar o seu dinheiro e, sempre que tiverem dificuldades, devem tentar reorganizar o seu orçamento. Se não conseguirem, devem pedir ajuda quanto antes para não agravar ainda mais a situação", concluiu.

Lusa

  • Polémica sobre offshore intensifica guerra de palavras entre PSD e Governo
    2:39
  • DGO divulga hoje execução orçamental de janeiro

    Economia

    A Direção-Geral do Orçamento (DGO) divulga hoje a síntese de execução orçamental em contas públicas de janeiro, sendo que o Governo estima reduzir o défice para 1,6% do Produto Interno Bruto (PIB) em contabilidade nacional em 2017.

  • Paulo Fonseca e Paulo Sousa fora da Liga Europa

    Liga Europa

    A segunda mão dos 16 avos-de-final da Liga Europa ficou marcada pelas eliminações de duas equipas treinadas por portugueses: a Fiorentina de Paulo Sousa e o Shakhtar Donetsk de Paulo Fonseca. Paulo Bento, no Olympiacos, e José Mourinho, no Manchester United, são os únicos técnicos lusos ainda em competição. Noutros jogos, destaque para os afastamentos do Tottenham e do Zenit. Veja aqui os resumos de todos os encontros desta noite europeia. O sorteio dos oitavos-de-final está agendado para esta sexta-feira, às 12h00, hora de Lisboa.

  • "Não preciso de ajustar contas com ninguém"
    0:49

    País

    O ex-Presidente da República insiste que José Sócrates foi desleal durante as negociações do Orçamento do Estado para 2011. Numa entrevista dada à RTP1, Cavaco Silva esclareceu ainda que não escreveu o livro de memórias para ajustar contas com o ex-primeiro-ministro.

  • Sócrates em processo judicial surpreende Cavaco
    0:18

    País

    Cavaco Silva afirmou ter ficado surpreendido com o envolvimento de José Sócrates num processo judicial. Em entrevista à RTP1 o ex-Presidente da República diz que nunca se apercebeu de qualquer "atuação legalmente menos correta" da parte de Sócrates.

  • PSD questiona funcionamento da Assembleia da República
    2:39

    Caso CGD

    O PSD e o CDS vão entregar esta sexta-feira no Parlamento o pedido para criar uma nova Comissão de Inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos. Os dois partidos reuniram-se esta quarta-feira para fechar o texto do requerimento. Durante o dia, o PSD considerou que o normal funcionamento da Assembleia da República está em causa, o que levou Ferro Rodrigues a defender-se e a garantir que está a ser imparcial.

  • Marcelo rejeita discussões menores na banca
    0:32

    Economia

    O Presidente da República avisa que não se devem introduzir querelas táticas e menores no sistema financeiro. Num encontro que reuniu publicamente Marcelo e Centeno, o Presidente diz que é preciso defender o interesse nacional.

  • Três dos planetas encontrados podem conter água e vida
    3:28
  • Túnel descoberto em cadeia brasileira tinha ligação a uma habitação
    0:44

    Mundo

    A polícia brasileira descobriu um túnel que ligava a cadeia de Porto Alegre a uma casa e serviria para libertar prisioneiros do estabelecimento. As autoridades detiveram sete homens e uma mulher no local. A construção permitiria uma fuga massiva que poderia chegar aos 200 mil fugitivos e estima-se que terá custado mais de 300 mil euros. A polícia do Rio Grande do Sul acredita, assim, ter impedido aquela que seria a maior fuga de prisioneiros de sempre no Estado brasileiro.