sicnot

Perfil

Economia

Reestruturação da dívida "tem de avançar em Orçamento logo que possível"

O ex-líder do BE Francisco Louçã defendeu hoje que a reestruturação da dívida deve fazer parte de um Orçamento do Estado logo que possível, pois só assim a economia portuguesa e a banca poderão fazer face ao problema estrutural de dependência externa.

Lusa

Lusa

HUGO DELGADO

"A reestruturação da dívida impõe-se não por mania polémica de alguns economistas a quem faltam outras soluções mas porque não há nenhuma outra solução. Essa decisão terá de ser tomada em algum Orçamento [do Estado], tão cedo quanto possível", afirmou o também economista e professor universitário numa conferência em Lisboa sobre o sistema financeiro português.

Para o antigo dirigente do Bloco de Esquerda, tal como acontece na economia portuguesa, um dos problemas estruturais do sistema financeiro português é a "sustentabilidade financeira, o seu modo de financiamento", dependente em grande parte de recursos exteriores.

"Não é aceitável, concebível, que um sistema financeiro para as suas necessidades de liquidez dependa do exterior em permanência", afirmou Francisco Louçã, considerando assim que uma reestruturação da dívida também teria impacto positivo na banca, até porque estaria menos vulnerável face aos choques externos.

Já no verão de 2014, antes do resgate do BES e bem antes da resolução do Banif, Louçã apresentou em conjunto com outros economistas uma proposta de reestruturação da dívida pública neste caso dos bancos portugueses, através de um processo de resolução bancária sistémica em que eram chamados os credores dos bancos para uma negociação.

O objetivo era reduzir a dívida líquida externa de Portugal.

De acordo com o Banco de Portugal, no final de 2014, a dívida externa líquida representava 104,2% no Produto Interno Bruto (PIB). Os valores de 2015 ainda não estão disponíveis.

Lusa

  • Inglaterra estreia-se com vitória suada frente à Tunísia

    Mundial 2018 / Tunísia

    A seleção inglesa estreou-se no Mundial 2018 com um triunfo sobre a Tunísia por 2-1, com o golo da vitória a ser apontado já para lá do minuto 90. O jogo foi referente à 1.ª jornada do grupo G. Veja aqui os golos e os lances que marcaram o encontro.

  • O melhor golo do 5.º dia de Mundial

    Desporto

    Numa escolha feita pelos jornalistas de desporto e do site da SIC Notícias, mostramos-lhe o melhor golo deste quinto dia de Mundial. Foi apontado por Dries Mertens, na vitória da Bélgica sobre o Panamá por 3-0.

  • Salto de Cristiano Ronaldo inspira dança afro-beat

    Desporto

    Uma música humorística afro-beat, publicada nas redes sociais e inspirada nos saltos de Cristiano Ronaldo quando marca golos, está a ser replicada na internet com dezenas de coreografias filmadas, muitas das quais em França.

  • Ronaldo no País dos Sovietes: As religiões praticadas na Rússia
    1:55
  • "Estamos a plantar fósforos"
    2:09

    Opinião

    O calor regressou esta segunda-feira em força e no terreno estiveram quase 1300 bombeiros a combater 70 fogos por todo o país. Depois da tragédia de Pedrógão Grande, o Presidente da República diz que a consciência do país mudou mas é preciso fazer mais. Já Miguel Sousa Tavares diz que o país está mais preparado para combater os incêndios do que alguma vez esteve. No entanto, o comentador da SIC diz que já foram plantados mais de "2500 hectares de eucaliptos" desde Pedrógão e que enquanto isso acontecer Portugal vai continuar a arder. 

    Miguel Sousa Tavares

  • Pai de Meghan Markle lamenta ser "nota de rodapé" no casamento real
    2:03
  • Quando as crianças fazem das suas... os pais é que pagam

    Mundo

    Quando as crianças fazem das suas, restam os pais para as castigar ou, em alguns casos, para sofrer as consequências desses atos. Quem o pode dizer é um casal norte-americano, que recebeu uma fatura de 132 mil dólares (cerca de 114 mil euros), depois de o filho ter derrubado uma estátua num centro comunitário.

    SIC