sicnot

Perfil

Economia

Meios de comunicação social gregos em greve de 24 horas

Os meios de comunicação gregos iniciaram hoje uma greve de 24 horas em protesto contra a reforma das pensões que está a ser preparada pelo Governo e que implica a fusão de todos os fundos de previdência num só.

© Jean-Paul Pelissier / Reuters (Arquivo)

Entre as 6:00 (4:00 em Lisboa) e a mesma hora de sexta-feira não deverá haver boletins informativos nas televisões e rádios, os jornais digitais não deverão serão atualizados e a imprensa não deverá será publicada na sexta-feira.

Os gabinetes de comunicação dos ministérios e a assessoria de imprensa do Governo também vão apoiar a greve.

Os jornalistas pedem que o seu fundo de pensões continue a ser independente e não seja incluído num fundo unificado.

"Convocámos uma greve de 24 horas para quinta-feira, 28 de janeiro, em protesto contra a intenção de fazer desaparecer a nossa profissão, através da eliminação dos direitos de segurança social, direitos sindicais e liberdades individuais", assinalou o Sindicato dos Jornalistas de Atenas, em comunicado.

Os planos do Governo de Alexis Tsipras preveem a fusão de todos fundos suplementares num só, bem como dos principais, já que as pensões gregas estão divididas entre estes componentes.

Atualmente existem, na Grécia, três caixas de pensão principais, uma para os assalariados, outra para os agricultores e uma terceira para os trabalhadores independentes.

Além disso, há uma série de fundos suplementares setoriais, que formam o segundo grande pilar de rendimentos dos reformados.

Os profissionais dos meios de comunicação adiantam, assim, a greve geral que as confederações sindicais tinham convocado para 4 de fevereiro.

Lusa

  • Agricultores gregos em protesto contra novo sistema de pensões
    2:03

    Mundo

    Os agricultores gregos aumentam os protestos contra a nova reforma do sistema de pensões na Grécia. Depois do primeiro-ministro Alexis Tsipras ter vindo defender que é preciso alterar esta medida, acordada com os credores internacionais, os sindicatos fizeram saber que não vão parar a série de bloqueios de estradas pelo país.

  • Tsipras mostra-se disponível para conversar sobre a reforma das pensões
    0:26

    Economia

    O primeiro-ministro da Grécia defendeu este domingo a necessidade de alterar o sistema de pensões e segurança social dos trabalhadores. Mas perante a atual onda de contestação à nova reforma, Alexis Tsipras mostrou-se disponível para discutir algumas das reivindicações dos pensionistas e trabalhadores independentes. Foi no discurso que fez num estádio de Atenas cheio para assinalar o primeiro ano do Governo do Syriza.

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.