sicnot

Perfil

Economia

Representantes dos trabalhadores da CP Carga concentram-se contra privatização

Uma comitiva de representantes dos trabalhadores da CP Carga concentra-se hoje em frente à sede da empresa, na Avenida da República, seguindo depois para o Tribunal de Contas e para a secretaria de Estado das Infraestruturas, para contestar a privatização.

O acidente ocorreu numa passagem de nível com guarda, protegida por cancelas e sinalização luminosa.

O acidente ocorreu numa passagem de nível com guarda, protegida por cancelas e sinalização luminosa.

Em declarações a Lusa, o coordenador da Federação dos Sindicatos de Transportes e Comunicações (Fectrans), José Manuel Oliveira, explicou que se trata de "um ato simbólico para manter o assunto da privatização em aberto".

A concentração começa às 10:30 em frente à sede da CP Carga, na Avenida da República, em Lisboa, seguindo depois os representantes dos trabalhadores para o Tribunal de Contas e para a secretária de Estado das Infraestruturas.

O sindicato tinha convocado uma greve para que os trabalhadores da CP Carga pudessem participar na ação de protesto contra a privatização transportadora ferroviária de mercadorias, mas entretanto foi concretizada a venda de 95% da empresa ao grupo suíço MSC, o que levou o Sindicato Nacional dos Trabalhadores do Setor Ferroviário a cancelar a greve.

A estrutura sindical justificou então que "o conflito laboral não é com o atual patrão".

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, explicou na semana passada que o Governo não equacionou a reversão do processo de privatização da CP Carga, realçando que a empresa tem acumulado défices operacionais.

"A situação [da CP Carga] era de manutenção de défices operacionais e seria uma realidade se não fosse feita qualquer evolução futura", afirmou o governante na comissão de Economia, no dia em que acabou por ser concluída a venda de 95% do capital da CP Carga à operadora ferroviária suíça MSC, negócio que tinha sido conduzido pelo anterior Governo.

Lusa

  • As camisolas de Natal da família real britânica

    Mundo

    O espírito natalício invadiu ontem o Museu Madame Tussauds, em Londres. Foram reveladas as novas figuras de cera da família real britânica - cada membro enverga uma camisola de espírito festivo, com cãezinhos "reais" e "gingerbreadmen" de gosto duvidoso.

  • Os dias na Terra estão a ficar mais longos

    Mundo

    Os dias estão a tornar-se mais longos, mas impercetivelmente, porque vão ser precisos 6,7 milhões de anos para aumentarem um minuto, segundo um estudo publicado quarta-feira pela Proceedings A da Royal Society britânica.

  • As novas rotas da TAP em 2017
    1:59

    Economia

    No próximo ano, a TAP vai passar a voar para o Canadá. Além de Toronto, a companhia aérea vai também abrir cinco novas rotas para a Europa e aumentar algumas frequências. Fique a conhecer quais são.

  • Leica: a marca lendária entre os fotógrafos
    5:54