sicnot

Perfil

Economia

João Rendeiro e três ex-administradores do BPP acusados de apropriação de dinheiro

O Ministério Público acusou João Rendeiro, três outros ex-administradores do Banco Privado Português e mais dois arguidos de fraude fiscal, abuso de confiança e branqueamento de capitais.

Entre 2003 e 2008, os antigos administradores do BPP não terão declarado 16,5 milhões em sede de IRS.
O Departamento de Investigação e Ação Penal de Lisboa suspeita ainda que os arguidos se apropriaram de 30 milhões de euros em fundos de titularidade daquele banco.
O ministério Público pede uma indemnização cível no valor de 10 milhões de euros com os respetivos juros de mora, apesar de alguns dos arguidos já terem regularizado as dívidas durante o inquérito.
Na investigação foram arrestadas contas com valores superiores a 12 milhões de euros.
Esta é a terceira acusação a ser deduzida no âmbito dos processos relacionados com o BPP.

  • Pai do piloto da Germanwings defende inocência do filho

    Mundo

    O pai de Andreas Lubitz declarou esta sexta-feira que o filho não é o responsável pelo embate do avião da Germanwings contra um local montanhoso, que fez 150 mortos. O Ministério Público alemão concluiu em janeiro que o incidente em 2015 foi apenas da responsabilidade do piloto.

  • Quando o cancro chega por mero acaso
    1:55

    Mundo

    Cerca de dois terços das mutações que ocorrem nas células cancerígenas devem-se ao acaso, segundo um estudo da Universidade Johns Hopkins, nos Estados Unidos. Em Portugal, o Diretor do Programa Nacional Doenças Oncológicas alerta para a importância de um diagnóstico precoce e um estilo de vida saudável como forma de reduzir a fatalidade.