sicnot

Perfil

Economia

Manuel Alegre insurge-se contra "chantagem" de Bruxelas e ataca porta-voz do PSD

O dirigente histórico socialista Manuel Alegre insurgiu-se hoje contra a "chantagem" exercida pela Comissão Europeia face à proposta orçamental do Governo português e acusou o vice-presidente do PSD Marco António Costa de ser "porta-voz da austeridade".

Reuters/Arquivo

Reuters/Arquivo

© Rafael Marchante / Reuters

Em declarações à agência Lusa, o ex-candidato presidencial socialista considerou que Bruxelas, no processo negocial em torno do projeto de Orçamento para 2016, está a exercer sobre o Governo português "uma chantagem contra a própria democracia e contra o direito de serem os portugueses a escolher que política querem e quem os deve governar".

"O primeiro-ministro [António Costa] já afirmou que será fiel aos compromissos assumidos. Resta saber se a Comissão Europeia será fiel aos princípios fundadores da Europa e ao respeito pela democracia", afirmou.

Mas o dirigente histórico socialista condenou também a posição crítica assumida na segunda-feira pelo porta-voz e vice-presidente do PSD Marco António Costa sobre as negociações em Bruxelas do projeto de Orçamento para 2016, caraterizando este processo como "uma brincadeira de mau gosto" do Governo do PS.

"Marco António Costa falou como um porta-voz dos que pretendem pôr em causa o Governo e os direitos dos portugueses para repor a austeridade e vacinar a Espanha. Falou como um porta-voz dos que não admitem alternativa e políticas diferentes daquelas que são impostas pela Comissão Europeia", considerou Manuel Alegre.

Alegre repetiu depois uma ideia que já defendera a propósito do último impasse negocial entre a Grécia e as instâncias europeias: "Depois da doutrina Brejnev da soberania limitada, temos agora a doutrina europeia de democracia limitada".

Neste contexto, para o ex-candidato presidencial o Governo português "comprometeu-se a respeitar as regras europeias, mas comprometeu-se também a virar a página da austeridade e a aumentar os rendimentos dos portugueses".

"Parece que Marco António Costa e aqueles de quem é porta-voz querem retomar a mesma política que empobreceu Portugal, que levou ao corte de salários e de pensões, ao enfraquecimento dos valores do trabalho e que pôs em causa a própria soberania nacional", acrescentou Manuel Alegre.

Lusa

  • Marcelo na peregrinação de Nossa Senhora de Fátima no Luxemburgo

    Mundo

    O Presidente da República participou esta quinta-feira, a título privado, na peregrinação em honra de Nossa Senhora de Fátima, na cidade luxemburguesa de Wiltz. Milhares de portugueses receberam Marcelo Rebelo de Sousa, que assistiu à missa e, durante alguns minutos, participou na procissão.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • Porque é que Melania e Ivanka vestiram preto para conhecer o Papa

    Mundo

    Melania e Ivanka chegaram ao Vaticano de preto, uma escolha muito questionada. De vestidos longos e véus, as mulheres Trump seguiram assim o dress code aconselhado nas audiências com o Papa. Também Michelle Obama usou uma vestimenta do género, em 2009, quando visitou Bento XVI.