sicnot

Perfil

Economia

Bruxelas exige medidas adicionais de 950 milhões até 6ª feira

O Governo tem até sexta-feira para apresentar medidas adicionais de consolidação orçamental que atinjam os 950 milhões de euros. Segundo o Diário Económico, o Executivo já encontrou soluções para 450 milhões do lado da receita, mas continuam a faltar 500 milhões.

REUTERS

As negociações com Bruxelas sobre o Orçamento do Estado prosseguem com um prazo cada vez mais apertado.

Ao que a SIC apurou, o Governo estuda a possibilidade do aumento de impostos sobre os produtos petrolíferos e os automóveis, bem como a criação de uma nova taxa sobre a banca.

Estas medidas não tiveram, até ao momento, a oposição da esquerda.

O executivo de António Costa já cedeu a algumas pressões de Bruxelas e comprometeu-se também a baixar o défice para os 2,4% em vez dos 2,6 que estavam inicialmente previstos.

Hoje, o ministro das Finanças com representantes dos grupos parlamentares, para apresentar as linhas gerais da proposta de Orçamento do Estado para 2016.

  • O plano do Governo para tentar convencer Bruxelas
    1:56

    Orçamento do Estado 2016

    O Governo tem um plano para convencer Bruxelas a aceitar o Orçamento do Estado. Ao que a SIC apurou, o Executivo compromete-se a baixar o défice ainda mais, para os 2,4%, mas não será, pelo menos para já, à custa de mais austeridade. A ideia é retirar dos cálculos algumas das medidas tomadas pelo anterior Governo. Ainda assim, e se o plano não resultar, a SIC sabe que o aumento do IVA esteve a ser estudado pelo Ministério das Finanças.

  • Governo reuniu-se com PCP e BE para discutir medidas adicionais
    1:36

    Orçamento do Estado 2016

    O agravamento do imposto sobre os produtos petrolíferos, do imposto automóvel e a criação de uma nova taxa sobre a banca foram medidas discutidas esta terça-feira, em mais uma ronda negocial entre o Governo e os partidos à esquerda. Na quarta-feira, o ministro das Finanças reúne-se com todos os grupos parlamentares para dar conta das linhas gerais do Orçamento.

  • "Quem não deve não teme"

    Football Leaks

    O futebolista português Cristiano Ronaldo, questionado sobre a sua alegada fuga ao fisco veiculada pela investigação "Football Leaks", disse que "quem não deve não teme", numa reação difundida esta quinta-feira pela rádio espanhola Onda Cero.

  • Hospitais já registam picos de afluência apesar de casos de gripe serem ainda poucos
    2:13

    País

    A gripe ainda não chegou em força, mas nos últimos dias foram vários os hospitais com grande afluências de doentes, sobretudo idosos e com infeções respiratórias. Em alguns dias desta semana o número de doentes disparou para mais de 600, como disse à SIC o presidente do Conselho de Administração do Centro Hospitalar Universitário de Coimbra.

  • Cerca de 150 civis doentes retirados de Alepo

    Mundo

    Cerca de 150 civis, a maioria doentes ou deficientes, foram retirados na noite de quarta-feira para quinta-feira de um centro de saúde de Aleppo, na parte mais antiga da cidade tomada pelo exército sírio, anunciou a Cruz Vermelha internacional.