sicnot

Perfil

Economia

CGD reduziu 448 trabalhadores e fechou 22 agências em 2015

A Caixa Geral de Depósitos (CGD) baixou o seu quadro de pessoal em 448 funcionários, a maioria no âmbito do programa de reformas antecipadas, e encerrou 22 balcões no mercado português durante o ano passado, informou hoje o banco público.

© Jose Manuel Ribeiro / Reuters

A entidade liderada por José de Matos chegou ao final de dezembro com um total de 8.410 trabalhadores (contra 8.858 em 2014) e com 764 agências (face às 786 que tinha em 2014) em Portugal.

Do total das saídas (448) de trabalhadores, 311 foram englobadas no programa de reformas antecipadas lançado pelo banco estatal no ano passado.

A informação foi passada aos jornalistas durante a apresentação das contas de 2015, tendo José de Matos revelado que o programa de reformas antecipadas, designado por Plano Horizonte, atraiu "bem mais" de 1.000 candidatos.

Além dos mais de 300 que já saíram do banco depois de se candidatarem e verem o seu processo aceite pela gestão da CGD, durante 2016 ainda podem sair mais cerca de 700 pessoas só no âmbito deste programa.

"A redução pode chegar aos 1.000" colaboradores em números largos, revelou o líder da CGD, indicando que nas contas de 2015 já foram reconhecidos custos de 65 milhões de euros relacionados com a antecipação das reformas.

Este valor já inclui o número de trabalhadores que saiu efetivamente do banco em 2015 e os que ainda vão deixar a CGD ao longo do presente ano.

  • Défice recua quase 400 milhões de euros em janeiro

    Economia

    O buraco das contas públicas atingiu os 625 milhões de euros no primeiro mês de 2017, segundo os dados da execução orçamental. É uma redução de 397 milhões, quando comparado com o mesmo mês do ano passado.

    Em desenvolvimento

  • "Fiz coisas de que me envergonho"
    2:31
  • Portugal é o segundo país da Europa com mais emigrantes
    1:39

    País

    São 2,3 milhões os portugueses que vivem no estrangeiro, ou seja, 22% da população. O último relatório do Observatório da Emigração relativo a 2015 mostra que se manteve o mesmo número de saídas de Portugal para o estrangeiro registadas no pico atingido em 2013: acima das 110 mil por ano. O Reino Unido é o principal país de destino.

  • Descoberta produção de canábis em abrigo nuclear 

    Mundo

    A polícia britânica descobriu, no sul de Inglaterra, um antigo abrigo nuclear subterrâneo adaptado à produção de canábis em grande escala. A operação levou à detenção de cinco homens e um adolescente de 15 anos. Foram também apreendidas milhares de plantas de canábis.

  • Carnaval na Almirante Reis
    2:39

    País

    Lisboa também celebra o Carnaval e esta manhã mais de três mil crianças participaram num desfile pela Avenida Almirante Reis, alunas de escolas públicas e privadas de 24 nacionalidades. Na freguesia de Arroios vivem estrangeiros de 79 nacionalidades.